Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
26º
MIN 14º MÁX 27º

Seis mudanças na visão que se manifestam em muitas grávidas

Para assinalar o Dia da Mãe, 7 de maio, a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia relembra todas as futuras mamãs sobre a importância de manterem os cuidados com a saúde ocular.

Seis mudanças na visão que se manifestam em muitas grávidas
Notícias ao Minuto

15:30 - 07/05/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Visão

Durante a gravidez o corpo muda e a visão também é afetada. Por exemplo, "a sensação de olho seco, alterações do campo visual e na focagem são problemas oculares que podem surgir durante o período gestacional", explica, em comunicado, Ricardo Parreira, médico oftalmologista e coordenador do Grupo Português de Oftalmologia Pediátrica e Estrabismo da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO). 

Felizmente, a maioria deles são transitórios e desaparecem no fim da gravidez, ou do período de amamentação, acrescenta. Para ajudar, a SPO enumerou seis alterações oftalmológicas que podem afetar a visão ao longo dos nove meses de gestação. 

Leia Também: Tenha cuidado com estes seis hábitos. Só pioram a sua visão

Seis mudanças na visão que se manifestam em muitas grávidas: 

  • Alterações fisiológicas: dizem respeito a mudanças benignas e, geralmente, reversíveis com o final da gravidez; 
  • Flutuações de hidratação da córnea: é a alteração fisiológica mais comum e que pode condicionar a flutuação do estado refrativo do olho, o que faz com que os óculos ou lentes de contacto habituais possam não ser tão adequados, durante o período gestacional;
  • Olho seco: também é muito comum devido às alterações hormonais e representa a sensação de um corpo estranho e olho vermelho. Agrava-se em ambientes secos e após a exposição frequente do computador, televisão, telemóvel ou tablet. Nas mulheres que utilizam lentes de contacto, os sintomas podem ser mais acentuados, pelo que é recomendado o uso regular de lágrimas artificiais.
  • Visão desfocada: quando ocorrem alterações transitórias na focagem devido ao aumento da espessura da córnea (edema);
  • Alterações visuais associadas à pré-eclâmpsia: caracterizam-se por um aumento substancial da pressão arterial, o que pode provocar lesões em vários órgãos do organismo. Em termos oculares, pode manifestar-se desde o aparecimento de manchas pretas (escotomas), intolerância à luz, visão turva, até à perda súbita de visão;
  • Aparecimento de novas doenças ou agravamento das que já existem: em mulheres com diabetes, pode surgir o diagnóstico de retinopatia diabética, ou se já existia antes da gravidez, pode haver um agravamento da mesma. É importante que a grávida seja observada no período preconcecional e acompanhada regularmente por um médico oftalmologista durante a gestação. O plano de Oftalmologia deve ser personalizado e articulado com a Obstetrícia.

Tendo isto em conta, o médico diz ainda que “os cuidados e a prevenção devem começar antes do início da gravidez, mantendo-se no decorrer do período gestacional". Além disso, as mulheres grávidas devem estar atentas "aos seus olhos e, caso se apercebam de alguma alteração, devem consultar de imediato um médico oftalmologista".

Leia Também: O leitor perguntou: As grávidas podem ou não comer sushi?

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório