Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 24º

A Cheezu é a prova de que a mozzarella pode ser vegan (e portuguesa)

O casal André Duarte e Joana Gonçalves juntou-se para criar este projeto artesanal.

André Duarte, 29 anos, não queria apenas reativar o antigo negócio de queijos frescos da bisavó Olinda. Queria fazê-lo da forma mais sustentável possível. E mais sustentável do que deixar de lado o leite animal seria impossível. Juntamente com a companheira, Joana Gonçalves, criou a Cheezu, uma marca de mozzarellas portuguesas vegan feitas a partir de uma bebida vegetal, também criada pelos dois.

"A forma como o leite animal de grande produção é obtido vai contra a forma como acreditamos que devem ser obtidos os alimentos", conta André ao Lifestyle ao Minuto.

"Por querermos fazer algo que não fosse só uma homenagem à bisavó Olinda, mas também um contributo para a criação de alimentos saborosos e sem exploração animal, decidimos que a opção seria conseguir uma alternativa ao queijo de base vegetal."

Foi em 2020 que começaram a ser dados os primeiros passos do projeto que só viriam a lançar oficialmente dois anos mais tarde. André é formado em Direito e Joana em Psicologia. Durante os primeiros meses da pandemia, trabalhavam em Lisboa. Nessa altura, decidiram voltar a Tomar, de onde são naturais.

"A Joana recebeu uma proposta para trabalhar como psicóloga em Ourém e decidimos que poderia ser o momento certo para começar o projeto de reativar o antigo negócio." É em Abrantes que fazem toda a produção dos queijos da Cheezu.

Leia Também: Vegan e sem glúten. Vai ficar fã deste pudim de chocolate

Tudo começa com uma bebida vegetal que é produzida à base de castanha-de-caju. De futuro querem fazer os mesmos produtos a partir de amêndoa nacional. Neste momento, a castanha-de-caju que usam é importada.

Na Cheezu podem ser encontradas duas variedades: a Mozza Original, de sabor mais neutro; e a Mozza Campestre, com um toque de ervas Provence. Custam a partir de 15,50 euros.

"O nosso grande desafio era conseguir alcançar uma consistência idêntica à do queijo mozzarella, que fosse ótima para comer fresca e que pudesse ser utilizada também em pratos quentes e gratinada. As opiniões têm sido fantásticas", continua André Duarte.

Um dos próximos desafios que têm passa por lançarem novos produtos que já têm vindo a ser testados. Esperam fazê-lo ainda nos primeiros meses de 2023.

As duas variedades da Cheezu podem ser encontradas em algumas lojas e restaurantes. Por exemplo, em Tomar, estão no Insensato Café-Livraria, no Gira.Sol e na Raízes Mercearia.

Já em Ourém, consegue comprá-las na mercearia À Mão de Semear. Em Lisboa, estão na Bago Mercearia Biológica. Também em Braga pode encontrá-las no restaurante Paladares Vegan e na cafetaria Soul. Na loja online Veond estão também disponíveis.

"Queremos ajudar cada vez mais pessoas a fazerem a transição para uma dieta sustentável e amiga dos animais, sem que percam o que mais sabor dá às suas vidas."

Percorra a galeria para conhecer algumas formas de usar os produtos da Cheezu.

Leia Também: Como fazer uma versão saudável (e vegan) do clássico salame de chocolate

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório