Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 16º

Malagueta: O alimento picante que pode ter muitos benefícios para a saúde

Para muitos, os benefícios dos alimentos picantes são um mistério, por isso, no âmbito da rubrica 'Alimento do Mês', falamos com o nutricionista Custódio José Mustra César sobre malaguetas. Ao Lifestyle ao Minuto o especialista explica tudo o que precisa de saber sobre este alimento e quem o pode (ou não) comer.

Malagueta: O alimento picante que pode ter muitos benefícios para a saúde
Notícias ao Minuto

07:15 - 04/10/22 por Margarida Ribeiro

Lifestyle Alimento do mês

Alimentos picantes, como as malaguetas, são um verdadeiro 'bicho de sete cabeças' para algumas pessoas. No entanto, apesar de estarem associados a sabores intensos, por vezes insuportáveis, podem ter mais benefícios para a saúde do que pensa. 

Ao Lifestyle ao Minuto, Custódio José Mustra César, nutricionista especializado em atletas de alta competição e olímpicos, explicou tudo o que precisa de saber sobre malaguetas. 

Leia Também: Afinal, o que acontece quando não toma o pequeno-almoço?

O especialista, começa por falar da origem deste alimento, dizendo que a malagueta pertence à espécie capsicum, planta cujos frutos mais conhecidos são o piripíri e a malagueta. Apesar de ser oriunda da América do Sul é, atualmente, cultivada em várias regiões quentes, em todo o mundo. 

Além disto, o nutricionista explica o que torna a malagueta num alimento tão picante, referindo que são os "compostos alcaloides amidas que lhe conferem o seu poder picante e rubefaciente", característica capaz de provocar irritação e vermelhidão. 

É também um alimento "praticamente desprovido de valor calórico", afirma e possui como principais constituintes a capsaicina, considerada um anti-inflamatório natural; os carotenoides e os flavonoides, ambos poderosos antioxidantes; assim como as vitaminas B1, B2 e C.

Ao contrário do que se possa pensar, a malagueta é um alimento com muitos benefícios para a saúde, funcionando como um estimulante digestivo, mas também sexual. O nutricionista diz ainda que é um alimento com benefícios para a saúde cardiovascular, estimula o apetite e ajuda a acelerar o metabolismo, ou seja, "aumenta a temperatura corporal, o que pode ser benéfico na perda de peso", acrescenta.  

O especialista recomenda o seu consumo "a todos os que gostam do sabor picante e que querem ter uma digestão mais fácil". No entanto, afirma que pessoas que sofram de problemas como gastrite, úlceras gástricas ou hemorroidas, devem evitar consumir este alimento, em excesso. Pode provocar vómitos, diarreias e inflamação das vias urinárias.

A malagueta também pode ser aplicada externamente, diz Custódio José Mustra César, acrescentando que o uso tópico, "possui ação anti-inflamatória marcada a nível articular, bem como ação analgésica, bem como na tensão e espasmos musculares". 

Ao utilizar a malagueta desta forma é necessário fazê-lo com precaução, alerta o nutricionista, já que o alimento pode provocar irritação da pele e mucosas. É também de evitar o contacto com os olhos porque pode provocar irritação intensa

Leia Também: Cuidado que pode estar a comer demasiada proteína

Para o especialista, a malagueta deve ser uma presença assídua na cozinha, dizendo que já o é na culinária "italiana, chinesa, mexicana e indiana". "A denominada 'spicy food' está na moda e por bons motivos", diz. É uma ótima forma de estimular a digestão de pratos mais "pesados", mas também de "acentuar os sabores dos alimentos, tornando-os mais intensos"

Pode ser comida crua, para ser mais suave, as sementes devem ser retiradas, mas também pode ser utilizada "como tempero em guisados e refogados, ou então frita, ou assada", explica. Isto significa que deve aparecer, por exemplo, em pratos salgados, saladas cruas, sopas, molhos, marinadas e, "muitos chefs já a estão a incluir até em doces, principalmente chocolates".

O nutricionista deixa ainda um conselho para se habituar aos sabores picantes. Deve "começar por consumir uma quantidade mais pequena" e depois aumentar a dosagem, gradualmente, para conseguir ganhar tolerância.  

Leia Também: O 'boost' que precisava. Experimente juntar óleo de coco ao café

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório