Meteorologia

  • 30 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 24º

6 alimentos populares que reduzem ativamente o risco de morrer de cancro

Chocolate preto e não só.

6 alimentos populares que reduzem ativamente o risco de morrer de cancro
Notícias ao Minuto

08:25 - 27/01/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Cancro

Cientistas encontraram evidências de que alimentos ricos em magnésio são essenciais para o sistema imunológico, incluindo para combater o desenvolvimento de células cancerígenas.

O magnésio é um mineral que os seres humanos necessitam para se manterem saudáveis.

A falta do mineral pode levar a fadiga extrema, fraqueza, insónias, tensão pré-menstrual (TPM) ou ao aparecimento da síndrome de pernas inquietas.

Mais ainda, a longo prazo o défice de magnésio pode colocá-lo em risco de sofrer de osteoporose e de doenças crónicas, como patologias cardíacas.

Leia Também: Vacina contra cancro agressivo testada com sucesso em animais

Este mineral está presente em alimentos que pode incluir nas principais refeições, incluindo espinafres, pão integral, arroz, batatas, salmão e legumes, incluindo feijão preto, lentilhas e grão-de-bico. 

Contudo, também pode obter uma dose diária ingerindo seis 'snacks' em particular:

  • Abacate;
  • Frutos secos (sobretudo amendoins, amêndoas e caju);
  • Chocolate preto;
  • Banana;
  • Iogurte grego;
  • Manteiga de amendoim.

Investigadores da Universidade de Basileia, na Suíça, dizem que o nível de magnésio no organismo é um fator importante na capacidade do corpo de evitar tumores.

Num novo estudo, publicado na revista Cell, explicaram como as células T necessitam de magnésio para funcionarem corretamente.

As células-T são uma parte vital do sistema imunitário que combate todo o tipo de ameaças, desde vírus a tumores cancerosos.

Uma vez produzidas na glândula do timo, as T-células circulam no corpo humano.

Sendo que estas são 'ativadas' quando se deparam com um antígeno específico ('corpo estranho'), por exemplo, uma partícula cancerígena ou Covid.

Estudos anteriores já haviam constatado que ratos alimentados com uma dieta baixa em magnésio estavam mais vulneráveis a morrerem de cancro. 

Os crescimentos cancerosos espalharam-se mais rapidamente nos corpos dos ratos quando os animais não estavam ingerir quantidades suficientes do nutriente essencial.

As suas defesas contra o vírus da gripe também foram prejudicadas, validando mais uma vez a importância do magnésio para o fortalecimento do sistema imunológico.

Agora, investigadores liderados pelo professor Christoph Hess descobriram que o magnésio é importante para a função de uma determinada proteína presente na superfície das células T.

Esta proteína, chamada LFA-1, ajuda essas células a travar os seus alvos, neste caso, células cancerígenas. 

Hess disse: "se o magnésio estiver presente em quantidades suficientes ao redor das células T, liga-se ao LFA-1 e assegura que permanece numa posição prolongada - e, por conseguinte, ativa". 

Adicionalmente, ao analisarem estudos anteriores de imunoterapias contra o cancro, os investigadores descobriram que níveis baixos de magnésio estavam associados à progressão mais rápida da doença e a uma menor taxa de sobrevivência. 

Leia Também: O consumo deste vegetal pode ajudar a prevenir o cancro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório