Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

Este sintoma da variante Ómicron manifesta-se na pele

A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu na quarta-feira contra a nova variante afirmando que pode representar um risco "muito alto" e poderá vir a sobrecarregar significativamente os sistemas de saúde.

Este sintoma da variante Ómicron manifesta-se na pele
Notícias ao Minuto

08:51 - 31/12/21 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Sars-CoV-2

Na última semana, o número de casos de Covid-19 subiu para 11% em todo o mundo, obrigando muitos países a impor restrições.

Perante tal pânico e caos, é responsabilidade de cada um manter-se seguro e vigilante. Acima de tudo, abster-se de socializar com outras pessoas, especialmente se está a experienciar sintomas que podem assemelha-se a uma gripe comum. 

Como mencionado anteriormente, até agora, os sintomas de Omicron têm sido leves na maioria dos casos. Muitos médicos têm vindo a listar os sinais mais comuns associados a esta estirpe do coronavírus SARS-CoV-2.

Leia Também: Covid-19: Afinal, pessoas sem sintomas podem transmitir o vírus?

De acordo com a aplicação de monitorização do vírus ZOE COVID Study do Reino Unido, estes são alguns dos sintomas comummente relatados referentes à Ómicron:

- Febre

- Garganta arranhada

- Corrimento nasal

- Espirros

- Dores no corpo

- Fadiga

- Suores noturnos

Além disso, surgiram recentemente dois sintomas incomuns: náuseas acompanhadas por vómitos e perda de apetite.

A aplicação de estudo de sintomas também destacou outro indicador da Ómicron, que pode surgir na pele e que consiste numa erupção cutânea. 

Erupções cutâneas têm sido frequentemente associadas à infeção pela Covid-19. Estudos anteriores sugeriram que poderia ser um sinal de inflamação desencadeada pelo vírus SARS-CoV-2. A app ZOE COVID Study relata que, dependendo da frequência, uma erupção cutânea deve ser considerada como "um quarto sinal-chave" da Covid-19. 

Lesões nos dedos das mãos e dos pés, também foram relatados em pessoas infetadas com coronavírus. Tal pode levar a inchaço e ferimentos vermelhos e roxos nas extremidades, o que pode por sua vez induzir dor e comichão. 

Além disso, de acordo com a aplicação britânica, existem mais dois tipos de erupção cutânea que podem ser associados a pacientes com Covid-19 - erupções cutâneas semelhantes a urticária e ardor na pele como se se tratasse de uma alergia solar. Enquanto o primeiro aparece de repente na forma de caroços e pode desaparecer rapidamente, o último é pequeno, provocando comichão e caroços vermelhos em qualquer zona do corpo, porém sobretudo na zona dos cotovelos, joelhos e na parte de trás das mãos e pés.

Leia Também: Ómicron: Dose de reforço reduz risco de adoecer gravemente em até 86%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório