Meteorologia

  • 01 JULHO 2022
Tempo
28º
MIN 15º MÁX 28º

Moléculas para tratar doença de Chagas são 100% eficazes contra vírus

Pesquisa obteve resultados promissores em testes com células infetadas com o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19.

Moléculas para tratar doença de Chagas são 100% eficazes contra vírus
Notícias ao Minuto

07:37 - 18/11/21 por Notícias ao Minuto

Lifestyle SARS-CoV-2

De acordo com um artigo publicado na revista Galileu, cerca de dez moléculas que estão a ser estudadas para o combate à doença de Chagas mostraram ser 100% eficazes no tratamento de células infetadas pelo SARS-CoV-2. Os dados são de uma nova pesquisa realizada por investigadores do Instituto de Química de São Carlos da Universidade de São Paulo (IQSC-USP), no Brasil. 

A doença de Chagas (também chamada de Tripanossomose Humana Americana) é uma parasitose que afeta cerca de sete milhões de pessoas em todo o mundo e 900 indivíduos em Portugal. A Organização Mundial de Saúde (OMS), aponta que por ano morrem 100 mil pessoas devido às complicações provenientes desta infeção, informa o Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa.

Leia Também: Imunidade. Pessoas resistentes à Covid inspiram nova tática para vacinas

Em testes conduzidos em laboratório, os cientistas detetaram que, não só as moléculas eliminaram totalmente o novo coronavírus como não provocaram efeitos danosos nas células.

Resultados promissores que permitem que a pesquisa avance agora para a fase pré-clínica, em que os compostos serão testados em animais.

Segundo a revista Galileu, os investigadores creem que as moléculas têm a capacidade de inibir o ciclo biológico do SARS-CoV-2 nas células bloqueando consequentemente a Mpro, aquele que é uma de suas principais enzimas. A Mpro auxilia na libertação do RNA do vírus, processo em que este se multiplica no corpo. 

O coordenador do estudo, o professor Carlos Alberto Montanari, revelou que as moléculas foram testadas em células de cancro do pulmão humano infetadas pelo coronavírus. Sendo que alguns dos compostos eliminaram totalmente o SARS-CoV-2 de células que detinham uma carga viral baixa e moderada. Entretanto, uma das substâncias foi eficaz contra carga viral elevada, apresentando resultados semelhantes ao medicamento que está a ser desenvolvido pela farmacêutica Pfizer, e que se encontra na fase clínica de estudos.

Leia Também: Pfizer anuncia acordo mundial para medicamento que ainda não foi aprovado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório