Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2021
Tempo
12º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

É o calcifediol que combate a Covid-19, não os suplementos de vitamina D

Um ensaio clínico realizado em Espanha identificou um composto precursor da hormona associada à luz solar e aos alimentos que ativa o sistema imunitário e atenua a gravidade da Covid-19.

É o calcifediol que combate a Covid-19, não os suplementos de vitamina D

Apesar do nome, a vitamina D não é uma vitamina, nem a sua ingestão como suplemento ou exposição ao sol é útil contra o novo coronavírus.

Estas são as conclusões de um ensaio clínico do Instituto Maimónides de Investigación Biomédica de Córdoba (IMIBIC) e do Hospital Reina Sofia, na mesma cidade espanhola, que detetou um elemento-chave na criação da substância química (chamada de vitamina D) que é comprovadamente eficaz. É o calcifediol, que atua como um precursor para a formação de vitamina D em níveis que nem os alimentos nem o sol podem atingir.

O El País descreve o calcifediol como "uma pró-hormona que é produzida no fígado por uma reação química (hidroxilação da vitamina D3) graças a uma enzima, uma molécula orgânica que atua como catalisador. Portanto, a criação de vitamina D requer bio-transformação prévia", lê-se.

O composto analisado em Córdoba é quase totalmente absorvido e aumenta rapidamente as concentrações de vitamina D no sangue dispensando o metabolismo hepático. De acordo com o estudo, a hormona apresenta-se em concentrações suficientes (40-60 ng/mL) para combater a hiper-inflamação produzida pela tempestade de citocinas que causa a síndrome da angústia respiratória aguda, associada à Covid-19.

Para chegar a esta conclusão, foi realizado um estudo piloto com 76 pacientes, ao qual foi adicionado o acompanhamento de outros 300 casos e quinze hospitais. Foi demonstrado, segundo explica o pneumologista do Hospital Reina Sofia de Córdoba, Luis Manuel Entrenas, que o calcifediol "atua como um imunomodulador", ou seja, como um estimulador do sistema imunitário do corpo para se defender contra vírus. Além disso, reduz os riscos de trombose.

Dos primeiros 76 pacientes incluídos no estudo, 50 receberam calcifediol e apenas um necessitou de internamento nos cuidados intensivos. Metade dos outros 26 que receberam placebo passou pela unidade.

O estudo já está a ser alargado, mas os resultados, segundo os investigadores, são promissores.

Leia Também: Covid-19: Confusão mental, acompanhada de febre, pode ser sintoma precoce

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório