Meteorologia

  • 20 FEVEREIRO 2020
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 19º

Edição

"Sou cozinheira, apresentadora de TV, criativa, produtora… chef não sou"

O gosto de Filipa Gomes pela cozinha começou simplesmente pelo seu interesse pela comida. Apesar de não se considerar uma chef, a verdade é que o seu estilo único e pessoal - que se reflete em receitas originais, saborosas e reconfortantes - já conquistou o paladar dos portugueses.

"Sou cozinheira, apresentadora de TV, criativa, produtora… chef não sou"

No seu novo livro 'Cozinhar com Twist', Filipa Gomes convida-o a deliciar-se com sabores ao mesmo tempo excêntricos e reconfortantemente familiares. "Neste livro reuni as 120 melhores receitas do programa 'Cozinha com Twist'. Está dividido em sete capítulos, que se adequam a qualquer momento e situação. Há pequenos-almoços e lanches, receitas vegetarianas, portuguesas, internacionais, receitas que agradam a toda a família, receitas para dias de festa e até receitas superfáceis para os dias de mais preguiça. Acho que é o livro que, qualquer pessoa que goste de comer, vai gostar de ter". 

A chef, que pelas suas próprias palavras 'não é chef', quis inicialmente ser designer de moda, mas licenciou-se em Publicidade. Contudo, um dia decidiu mudar de vida e após vencer um casting para o canal 24Kitchen começou a entrar na casa e nas refeições dos portugueses com o programa 'Prato do Dia'.

Em entrevista ao Lifestyle ao Minuto Filipa Gomes falou sobre a sua carreira, o seu novo livro, pratos favoritos e paixões. 

Como e quando surgiu o interesse pela culinária?

O meu interesse pela cozinha, começa com o meu interesse pela comida. Mas só comecei a pôr a mão na massa quando saí de casa dos meus pais, aos 24 anos.

Tirou o curso de Marketing e Publicidade, por que optou por estudar esta área?

Na verdade o que aconteceu foi que abandonei um sonho, que era design de moda, e acabei por decidir tirar um curso 'mais sério' e aparentemente com mais futuro.

Quando decidiu abandonar a profissão de copywriter e dedicar-se full-time à culinária?

No dia em que me disseram que eu tinha sido escolhida para o casting.

Sempre sonhou ser chef?

Nunca. E continuo a não sonhar ser chef. O que sou é cozinheira, apresentadora de TV, criativa, produtora… chef não sou.

Acho mais fácil cozinhar salgados, mas tenho um crush por doces. Tenho um especial carinho por confeitaria Ainda se recorda qual foi o primeiro prato que cozinhou?

Para alem dos básicos como ovos mexidos, bifes com arroz… diria que é capaz de ter sido uma massada de peixe ou uma feijoada. Doces, sim, já fazia em pequena, com a minha avó. Os primeiros talvez tenham sido salame e aletria.

Como se sentiu quando venceu o casting da 24Kitchen e se tornou apresentadora do programa ‘Prato do Dia’?

Tão feliz quanto nervosa.

Que tipos de produtos prefere usar?

Prefiro sempre ingredientes o menos processados possível.

Prato ou sobremesa, o que prefere cozinhar e comer?

Prefiro comer tudo! Acho mais fácil cozinhar salgados, mas tenho um crush por doces. Tenho um especial carinho por confeitaria.

Prefere confecionar receitas mais complicadas ou receitas que os seus espetadores ou leitores consigam fazer facilmente em casa?

Prefiro receitas saborosas e gosto muito de simplificar processos, o que às vezes passa simplesmente por organizar a ordem da receita.

É possível comer comida saudável e saborosa?

Claro. No meu livro encontram muitas receitas dessas.

Gosta de seguir as receitas à risca ou gosta de ‘inventar’?

Gosto muito de inventar, mas faço questão de dar receitas bem explicadinhas

Sempre gostei de sair um bocadinho da norma, e gosto muito de misturar estilos mediante o meu estado de humorQue iguaria lhe valeu maiores elogios?

Ui, são centenas de receitas já. De repente lembro-me de duas: o arroz de frango e farinheira do 'Prato do Dia', o gelado de roquefort do 'Cozinha com Twist'.

Sempre teve este estilo vintage que é tão característico seu?

Eu sempre gostei de sair um bocadinho da norma, e gosto muito de misturar estilos mediante o meu estado de humor. Ha uns 15 anos que tenho uma queda para o retro. Mas não sou obcecada com isso.

Qual foi a motivação para escrever o seu primeiro livro ‘Prato do Dia’?

As minhas receitas já chegavam a casa das pessoas, através do programa. Estava na altura de as terem fisicamente nas mãos.

Para quem ainda possa não ter lido este livro, pode falar-nos um pouco sobre o que se trata?

O 'Prato do dia' é o meu primeiro livro, declinado do programa com o mesmo nome. Está dividido por entradas, pratos principais e sobremesas e tem 80 receitas bastante boas e que facilmente são reproduzidas em casa.

Nem todos têm de gostar de cozinhar. Assim como nem todos gostam de jogar à bola, ou pilotar aviões E relativamente à sua nova obra ‘Cozinha com Twist’ (que já é um êxito), o que podemos esperar?

Neste livro reuni as 120 melhores receitas do programa 'Cozinha com Twist'. Está dividido em sete capítulos, que se adequam a qualquer momento e situação. Há pequenos-almoços e lanches, receitas vegetarianas, portuguesas, internacionais, receitas que agradam a toda a família, receitas para dias de festa, e até receitas superfáceis para os dias de mais preguiça. Acho que é o livro que, qualquer pessoa que goste de comer, vai gostar de ter.

Este livro é mais um reflexo seu, já que pelo seu estilo e personalidade a Filipa também pode ser vista como uma chef com ‘twist’?

Sim, este livro é muito mais eu, primeiro, porque o nome do livro (e por sua vez do programa) fui eu que escolhi e foi precisamente por ter um duplo sentido entre o tipo de cozinha que faço e o estilo de roupa que uso. E também porque neste livro consegui ter muito mais controlo em todo o processo.

‘Cozinha com Twist’ é uma opção mesmo para quem tem pouco ou nenhum jeito para cozinhar?

Completamente. As receitas são muito bem explicadinhas e o maior capitulo é precisamente o que tem as receitas mais simples. Mas atenção, nem todos têm de gostar de cozinhar. Assim como nem todos gostam de jogar à bola, ou pilotar aviões. Nesses casos, mais vale oferecerem a quem faça gosto e acabe por cozinhar para vocês.

Tenho a sorte de o meu trabalho ser a minha paixão. Todo o tempo que me sobra, fica reservado para passar tempo com as pessoas que mais amoSente-se mais confortável em frente às câmaras a trabalhar no ‘Prato do Dia’ ou a escrever?

O programa ja acabou há uns quatro anos. O que passa na TV são repetições. Acima de tudo, gosto de comunicar, relacionado com culinária, quer seja a apresentar programas, a fotografar a criar receitas, etc.

Além da cozinha tem outras paixões?

Tenho a sorte de o meu trabalho ser a minha paixão. Todo o tempo que me sobra, fica reservado para passar tempo com as pessoas que mais amo, especialmente com os meus filhos.

Tem algum chef em especial que seja para si uma inspiração?

Jamie, Nigella, Gordon. Gosto muito dos programas destes três gigantes. Também adorava o Anthony Bourdain.

O que espera alcançar ainda na sua carreira? Tem projetos futuros que possa partilhar connosco?

Tenho sempre mil ideias a fervilhar e sinto que o tempo não chega para tudo. Até porque há tanta coisa que eu gostava de fazer. Mas acabo por preferir fazer uma de cada vez e com calma, para ter a certeza de que sai como eu quero. Estou neste momento a 'cozinhar' umas quantas. Vamos ver o que vai sair do forno.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório