Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2020
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 21º

Edição

Lime dá uma segunda vida às trotinetes danificadas e mais cor a Lisboa

O projeto de renovação das trotinetes tem a assinatura do street artist Rui Alexandre Ferreira.

Lime dá uma segunda vida às trotinetes danificadas e mais cor a Lisboa

É caso para dizer que as trotinetes da Lime estão de 'cara lavada'. Um ano depois de ter chegado a Portugal, a marca líder em mobilidade partilhada aliou a durabilidade dos constituintes das trotinetes à criatividade de RAF (acrónimo de Rui Alexandre Ferreira) para ilustrar como este meio de transporte pode ter um tempo de vida útil muito superior ao expectável. Lisboa está ainda mais colorida e há 15 trotinetes originais para descobrir a cidade.

O projeto que vai invadir as ruas da capital quer reforçar o caráter sustentável da Lime e combater a ideia de que as trotinetes são descartáveis. “A expectativa de vida útil dos modelos de trotinetes mais recentes (geração 3) corresponde a mais de um ano de uso intensivo. Adicionalmente, quando este período chega ao fim, 97% dos constituintes da trotinete são recicláveis, assim como 70% dos constituintes das baterias. Os restantes componentes, não recicláveis, são transformados em componentes biodegradáveis e utilizados como fonte de energia e matéria-prima para as trotinetes”, explica Nuno Inácio, diretor de expansão da Lime em Portugal. 

Em Portugal desde o dia 4 de outubro de 2018, a operadora  desenvolve internamente o processo de produção das trotinetes para garantir que os utilizadores têm acesso ao produto mais robusto e duradouro possível e conta com uma equipa de cerca de 30 mecânicos cuja missão é reparar e reutilizar as peças das trotinetes danificadas.

“Outro mito associado às trotinetes está relacionado com o processo logístico de carregamento das baterias, já que, à primeira vista, muitas pessoas pensam que anula os benefícios ambientais das trotinetes.  Considerando que a expectativa de vida útil das trotinetes supera um ano de uso intensivo, o impacto positivo da frota é superior ao impacto que o processo logístico ainda apresenta para o ambiente. Além disto, em Lisboa, dispomos de duas bicicletas de carga que apoiam o processo de recolha e distribuição das trotinetes pela cidade”, conclui o responsável.

Foi precisamente com o objetivo de desmistificar algumas ideias erradas sobre a durabilidade da frota que a Lime decidiu dar uma nova vida a 15 trotinetes que estavam degradadas. O restauro ficou nas mãos de um street artist lisboeta: formado em Design de Equipamento e Realização Plástica do Espetáculo, RAF é responsável pelo MU Workspace — Creative Cowork, espaço que fundou em 2011 para acolher freelancers criativos, empreendedores, artistas, autores, empresários.

No primeiro ano de operação em Lisboa, a Lime registou mais de 1,8 milhões de viagens, nas quais os utilizadores percorreram quase dois milhões de quilómetros. Ao todo, foi evitada a emissão de mais de 120 toneladas de CO2 para a atmosfera.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório