Meteorologia

  • 15 JULHO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 20º

Edição

Mais de 500 vinhos em concurso para distinguir os melhores de Portugal

O concurso Vinduero-Vindouro, que pretende distinguir os melhores vinhos produzidos em Portugal e em Espanha, assume-se como o maior do género na Península Ibérica, ultrapassando neste ano em que celebra 15 anos de existência as 500 referências.

Mais de 500 vinhos em concurso para distinguir os melhores de Portugal
Notícias ao Minuto

11:00 - 27/05/19 por Lusa

Lifestyle Vinho

Este concurso transfronteiriço realiza-se no início de agosto na pequena localidade espanhola de Travanca (província de Salamanca), a poucas dezenas de quilómetros da fronteira portuguesa, no território do Douro Internacional e Beira Interior.

"Este é o maior concurso de vinhos na Península Ibérica, em quantidade e qualidade. Não há, em Portugal ou em Espanha, um concurso com esta dimensão. Começamos há 15 anos com pouco mais de 30 referências e este ano vamos ultrapassar as 500", disse hoje à Lusa o presidente do Vinduero-Vindouro, José Luís Pascual.

A organização dos prémios Vinduero-Vindouro está a cargo do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero-Douro, um organismo de cooperação ibérica que reúne mais de 213 associados, desde Vinhais (Bragança) até ao Sabugal (Guarda).

"Este concurso começa a atrair os produtores de vinho do nosso território, sendo que Portugal está praticamente em pé de igualdade com Espanha. Os néctares portugueses têm vindo a ganha escala no concurso de ano para ano, arrebatando diversas medalhas de ouro e prata", vincou o também diretor geral do AECT Duero-Douro.

A concurso apresentam-se vinhos de praticamente todas as regiões de origem portuguesa e espanhola, como a Rioja, Toro, Ribeira del Duero, Douro, Trás-os-Montes, Bairrada, Beira Interior, Alentejo, Setúbal e ilhas Canárias, entre outros pontos da península, com produtores de vinhos de mesa ou generosos.

"Os prémios Vinduero-Vindouro têm ajudado produtores particulares e cooperativas vitivinícolas a desenvolver o setor do vinho e a colocá-los em valor na Península e Ibéria e na América latina, ou nos Países de Língua Oficial Portuguesa", indicou o responsável.

José Luís Pascual salienta que o júri dos prémios Vinduero-Vindouro é composto para especialistas em vinhos provenientes de vários continentes: Europa, Ásia e América Latina.

"A garantia de ter uma medalha nos prémios Vinduero-Vindouro é sinónimo de portas abertas para o mercado internacional. E o concurso é complexo, porque não é fácil ter 90 pontos para se arrecadar uma medalha de ouro, já que o júri é exigente o obriga os produtores a fazer mais e melhor", observou.

Todos os vinhos são classificados através de 'uma prova cega', com os jurados a avaliarem os mais de 500 vinhos a concurso.

"Começámos pequenos, com 32 vinhos a concurso. Porém, o júri, o painel de provadores e os produtores têm ajudado a fazer crescer este concurso no interior peninsular", frisou.

A organização pretende aumentar em 25% o número de vinhos a concurso face à média dos anos anteriores, o que poderá fazer chegar aos 600 o número de néctares a concurso, que se realizará de 01 a 03 de agosto, em Trabanca, Espanha.

"É um objetivo que está ao nosso alcance, face ao número de inscrições que têm sido feitas até ao momento", disse o responsável pelos prémios Vindouro.

A Região Demarcada do Douro é, para já, o território que mais vinhos tem inscritos para esta 15.ª edição.

"Os vinhos portugueses do Douro e os espanhóis da Rioja e Rebeira del Duero estão em pé de igualdade no que respeita a inscrições e prémios conseguidos no decurso [da história] do certame, [e este sempre] foi um dos nossos principais objetivos ao promover a iniciativa Vinduero-Vindouro ", disse José Luís Pascual.

Para a organização, "este concurso é uma porta aberta para os vinhos portugueses entrarem no mercado espanhol".

Os prémios Vinduero-Vindouro estão integrados na Rota Internacional do Vinho que pretende ser, na zona raiana, um instrumento com capacidade de atrair turistas a um território onde se produzem vinhos de referência, como é caso do Douro Superior ou as províncias espanholas de Zamora e Salamanca.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório