Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2020
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 14º

Edição

A peste negra ainda existe: Conheça os sintomas, transmissão e tratamento

A peste bubónica, mais conhecida popularmente como peste negra ou simplesmente a peste, é uma doença grave e muitas vezes fatal causada pela bactéria Yersinia pestis, que é transmitida através das pulgas de animais roedores aos seres humanos.

A peste negra ainda existe: Conheça os sintomas, transmissão e tratamento

A peste negra é comummente associada ao surto da doença que ocorreu na idade média, e que na altura provocou a morte de quase 30% da população da Europa.

No entanto, atualmente é uma patologia bastante rara, sendo mais frequente em alguns locais da África subsariana e nas ilhas de Madagáscar, por exemplo, onde no ano passado ocorreu um surto que infetou 1.231 pessoas e causou 124 mortes.

Quando existe a menor suspeita de peste negra é extremamente importante procurar ajuda médica o mais rápido possível, já que não receber tratamento logo nas primeiras 48 horas diminui significativamente a probabilidade de sobrevivência.

Principais sintomas:

São três os principais tipos de peste, que variam de acordo com a forma como a doença foi transmitida e os sinais apresentados:

1. Peste bubónica

É o tipo mais conhecido de peste que causa sintomas como:

- Febre acima de 38º C;

- Arrepios constantes;

- Dores de cabeça intensas;

- Cansaço excessivo;

- Ínguas inchadas e doloridas.

2. Peste septicémica

Neste tipo de peste, além do cansaço excessivo, da febre e dos arrepios, podem surgir também outros sinais como dor abdominal forte e manchas roxas na pele, provocadas devido à ocorrência de hemorragias debaixo da pele.

Mais ainda, alguns locais na derme pele podem ficar negros devido à morte dos tecidos, sendo que isso é mais comum no nariz e nos dedos dos pés e mãos.

3. Peste pneumónica

Este tipo de peste é acompanhado pelo desenvolvimento de pneumonia e, por isso, alguns sinais frequentes incluem dificuldade em respirar, sensação de falta de ar, dores no peito e tosse constante que, em alguns casos, pode incluir a presença de sangue.

A peste pneumónica pode surgir devido à inalação de partículas contaminadas pelas fezes de ratos, mas é também uma complicação comum de outros tipos de peste, especialmente da peste septicémica, quando o tratamento não é iniciado a tempo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para qualquer um dos tipos de peste deve ser feito com a toma de antibióticos fortes, como Gentamicina, Estreptomicina, Tetraciclina ou Fluoroquinolona, por 10 dias seguidos. Durante o tratamento é necessário permanecer internado no hospital em isolamento total, para evitar passar a doença para outras pessoas.

Idealmente, o tratamento deve ser iniciado logo que começam os primeiros sintomas já que há o risco da peste matar em menos de 24 horas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório