Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

É fumador? E insere-se no grupo dos que tenta deixar o tabaco?

É amanhã, 17 de novembro, que se celebra o Dia do Não Fumador. Uma data que congratula todos os que largaram o vício mas que é também dedicada a quem fuma, como forma de incentivo a que o deixe.

É fumador? E insere-se no grupo dos que tenta deixar o tabaco?
Notícias ao Minuto

23:45 - 16/11/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Tabagismo

“O consumo de tabaco é a principal causa evitável de cancro, doença respiratória crónica e doenças cardiovasculares. O tabagismo continua a ser um dos principais causadores de perda de qualidade de vida e mortalidade prematura”. Rui Alves começa por apontar as consequências que quase todos nós sabemos e que leva a conselhos como ‘deixa-o ir, ele não te faz bem’, como se de um caso amoroso se falasse.

Romantismos à parte, o tabaco é realmente um grave problema e “a promoção da cessação tabágica é a melhor forma para reduzir o número de mortes por doenças associadas ao tabaco nos próximos vinte a trinta anos”, volta a referir o especialista, que é médico de Medicina Geral e Familiar do Centro de Saúde de Sete Rios.

De facto, estima-se que 80% dos fumadores expressam vontade de deixar de fumar, mas do querer ao fazer, os números contrastam bastante, sendo que apenas 5% consegue largar o hábito com êxito e sem ajuda médica. A cada ano, são 35% os que tentam deixar de fumar e a cada um, a vontade de mudança deve ser aplaudida e apoiada. Aliás, segundo Rui Alves, o processo é quatro vezes mais fácil se contar com ajuda médico, razão pela qual se deve apoiar este primeiro passo, que é essencial para que se procure ajuda de um profissional, que irá controlar e diminuir os níveis de ansiedade durante o processo.

Em véspera do dia que celebra quem diz não ao tabaco, o especialista aconselha a que planeua a decisão calmamente e junto do médico de família. Deve-se “envolver a família, amigos e colegas de trabalho em todo o processo, pois anunciar a decisão de deixar de fumar vai reforçar e tornar mais simples de cumprir o compromisso que estabeleceu”, e acrescenta: “É também aconselhado que durante os primeiros 3 meses de cessação, o fumador se concentre apenas na cessação tabágica e melhore ou modifique os seus hábitos de vida, alimentação e higiene do sono, promovendo ainda o exercício físico”.

Como convite a esta nova vida, que se sabe ser bem mais saudável, Rui Alves termina o ‘convite’ ao afirmar que “as pessoas que deixam de fumar vivem em média mais 10 anos, reduzem para metade o risco de sofrer de doença cardiovascular, assim como o risco de sofrer de cancro e de doenças respiratórias. Quanto mais cedo for tomada a decisão, maiores serão os benefícios em termos de saúde”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório