Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

E.coli: Saiba quais são os sintomas da infeção intestinal que pode matar

A E.coli trata-se de uma bactéria comummente encontrada no trato intestinal e algumas estirpes podem ser letais.

E.coli: Saiba quais são os sintomas da infeção intestinal que pode matar
Notícias ao Minuto

21:56 - 12/09/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Terrores noturnos

Que tipos de variedades de Escherichia coli existem, e como se propagam? Eis o que deve saber.

O que é a E.coli?

A Escherichia coli é um tipo de bactéria comum nos intestinos dos humanos e dos animais.

Enquanto que a maioria dos diferentes tipos de E.coli não provoca qualquer dor, alguns podem estar na origem de graves intoxicações alimentares e de infeções.

Frequentemente aquela bactéria causa cistite – uma infeção que afeta a bexiga.

Alguns tipos de E.coli podem ainda provocar a incidência de infeções gastrointestinais.

Tendo em conta que a bactéria é capaz de sobreviver fora do corpo, os seus níveis servem para medir adequadamente a higiene geral e contaminação fecal dos espaços.

Mais ainda, a infeção é comummente adquirida através do consumo de alimentos contaminados com aquela bactéria.

Quais são os sintomas?

Algumas estirpes de E.coli produzem toxinas (toxinas shiga ou STEC), que podem provocar doenças graves.

Uma estirpe bastante vulgar denominada de E.coli 0157 produz esse tipo de toxina e é frequentemente responsável pelas epidemias que são muitas vezes noticiadas pelos meios de comunicação.

Os sintomas típicos associados a esta estirpe, incluem dores severas de estômago, vómitos e diarreia com sangue.

Esses sintomas tendem a durar até sete dias, quando não ocorrem mais complicações, mas certas infeções podem ser extremamente severas e potencialmente fatais.

O síndrome hemolítico-urémico (SHU) é uma das complicações que implica risco de vida e que afeta entre 5 a 10% das pessoas infetadas com a bactéria da E.coli.

Trata-se de um problema renal grave e que pode, em alguns casos, levar à falência dos rins e à necessidade de realização de um transplante.

A E.coli é transmitida a partir da carne de frango não cozinhada?

Mexer em certos alimentos ou a preparação de comida são fontes comuns de contágio.

Os alimentos devem ser devidamente cozinhados – e tal inclui o frango.

Todavia, o frango não cozinhado ou mal passado apresenta um maior risco de infeção com salmonela, comparativamente à E.coli.

Um estudo britânico realizado em 2017, apurou que dois em cada três frangos vendidos nas grandes superfícies comerciais estão de facto infetados com salmonela.

Como se trata a E.coli?

Como existem vários tipos de E.coli – a maioria inofensivos – não existe apenas uma forma de tratamento.

Em alguns casos é necessária a toma de antibióticos, apesar da maioria das infeções intestinais não serem tratadas com este tipo de fármacos.

Recomenda-se sobretudo a ingestão de muitos líquidos, já que devido a experienciarem diarreia e vómitos os doentes tendem a ficar altamente desidratados.

Consulte o seu médico ou farmacêutico se acha que foi infetado pela bactéria da E.coli.

O Lifestyle ao Minuto já está no Instagram, siga aqui a página

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório