Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

Pessoas com mau génio não são tão inteligentes como pensam... diz estudo

Tenha muita calma!

Pessoas com mau génio não são tão inteligentes como pensam... diz estudo
Notícias ao Minuto

15:00 - 08/08/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Psicologia

Tem pavio curto? Então respire fundo e não se zangue… mas, afinal poderá não ser assim tão inteligente como pensa. Quem o diz é uma pesquisa realizada por uma equipa internacional de investigadores australianos e polacos, divulgada pela publicação Science Alert.

E tal acontece porque os sentimentos de raiva estão estritamente relacionados com traços de otimismo e de narcisismo, o que resulta numa tendência para que estes indivíduos sobrestimam as suas próprias habilidades.

“Num projeto recente examinei a relação entre raiva e várias funções cognitivas, e após rever a literatura existente reparei que a raiva distingue-se significativamente de outras emoções negativas, tais como tristeza, ansiedade e depressão. A fúria está mais orientada e associada a uma perceção de risco otimista e a um enviesamento também mais otimista”, explicou o psicólogo Marcin Zajenkowski, da Universidade de Varsóvia.

O clínico queria entender se os sentimentos de raiva apresentavam alguma tipo de relação positiva com a inteligência dos indivíduos, e juntamente com o psicólogo australiano Gilles Gignac, criou uma experiência para testar essa possibilidade.

Os investigadores analisaram os questionários de 528 voluntários, nos quais lhes foi perguntado acerca da perceção que tinham sobre a sua própria inteligência, numa escala de zero a 25. Seguidamente, aqueles indivíduos foram submetidos a testes de inteligência.

Surpreendentemente, os psicólogos apuraram que em média os indivíduos com mau temperamento tendem a sobrestimar o quão inteligentes são.

“Consideramos que o mau temperamento está associado a sentimentos de superioridade, de auto confiança extrema e de profundo narcisismo – o que por sua vez pode levar a uma auto avaliação completamente errada das capacidades cognitivas, por exemplo ‘eu sou inteligente’ e ‘tu és estúpido’”, alerta Zajenkowski.

A nova pesquisa foi publicada no periódico Intelligence.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório