Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

"Houve muitos momentos em que tive medo. Ficava a fazer contas de cabeça"

Fátima Lopes abriu o coração numa entrevista que deu a Daniel Oliveira.

"Houve muitos momentos em que tive medo. Ficava a fazer contas de cabeça"

Fátima Lopes abriu o coração numa profunda conversa que teve com Daniel Oliveira, a propósito de uma entrevista que deu ao programa da SIC 'Alta Definição'. 

A apresentadora, que regressou ao canal 12 anos depois de ter ido para a TVI, falou de diversos aspetos da sua vida e de como o tempo em que esteve afastada da televisão a desafiou e a levou a crescer enquanto pessoa.

Gosto mais da pessoa que sou hoje do que aquela que estava aqui há 12 anos. 

Fátima, uma mãe orgulhosa

"Tenho sido sempre uma mãe muito presente. Claro que isso às vezes me saiu muito do pelo, porque para acompanhá-los tanto tive de fazer uma organização incrível": é desta forma que a apresentadora define a relação que tem com os filhos - Beatriz, de 18 anos e Filipe, de 12. 

"Gosto que vejam uma mãe de verdade, que também fica triste. Não posso dividir fardos com eles, mas quando têm uma idade adulta permito que dividam comigo [o que sentem]", notou, referindo que é importante que os filhos percebam que os pais têm sentimentos e que nem sempre estão bem.

"Quando tenho uma fragilidade partilho com o Filipe. A tristeza faz parte. Ajuda-nos a crescer. Não tenho problema nenhum em dizer que não estou bem", completa, enaltecendo a importância da "verdade" e da "honestidade".

A comunicadora não podia estar mais orgulhosa dos filhos. Garante que ambos herdaram a sua sensibilidade, pelo que não conseguem ficar indiferentes à dor do outro. Outra qualidade que considera ter como mãe é a capacidade de ouvir e de aconselhar, quando assim percebe que seja necessário. 

O tempo longe da televisão

Após a sua saída da TVI, que aconteceu no início do ano, Fátima Lopes sofreu uma enorme mudança na sua vida e na sua rotina. Teve de ir em busca de novas oportunidades e de descobrir competências. 

"Hoje sou uma pessoa feliz porque escolhi aquilo que me fazia sentido, o que nem sempre os outros concordavam. Quando tenho de decidir algo importante só me consulto a mim", sublinha, referindo que nestes momentos precisa de ouvir o seu coração.

Refletindo no que passou, hoje assume que não teria aceitado fazer tudo o que fez, até a nível profissional. "Se tivesse o discernimento que tenho agora dizia que não. [Mas] Como na minha cabeça isso soa a vedetismo, o que não é, é defender as minhas opiniões - para não criar essa guerra com a minha chefia, fazia. Mas sou uma mulher de paz, não consigo trabalhar num sítio onde não me sinta que sou bem-vinda", justifica. 

Fátima garante ainda que gosta de pôr mãos à obra, acreditando que "são os obstáculos que a definem" e que, por isso, não se inibe em procurar soluções quando assim tem de ser. 

"Foi o meu maior desafio. Durante 30 anos habituei-me a trabalhar de uma determinada maneira. Obrigou-me a ir à procura de competências que não sabia que tinha. O que te faz sentido fazer? Será que tens competências? Faço estas perguntas com 50 anos", evidencia.

"Fui sempre bastante humilde com as pessoas. Quando me propunham um tema que não conhecia, estudava e dava o corpo às balas. (...) Quando olho para estes meses das coisas que me deixa mais feliz é pensar que dei uma grande lição aos meus filhos", refere, com um enorme sorriso no rosto. 

Essa lição passou por três pontos essenciais: primeiro, o facto de que não há uma idade para recomeçar, segundo, de que se tem de ir à procura de oportunidades para se fazer o que se gosta e terceiro, a importância de valorizar o dinheiro fruto do "suor do trabalho". 

"Houve muitos momentos em que tive medo. Será que vou conseguir? Houve meses de muito trabalho e outros mais parados. Ficava a fazer as minhas contas de cabeça", confessa.

Do lado mais positivo, a comunicadora refere que não sentiu falta da rotina e que o facto de ser dona do seu tempo lhe deu uma enorme sensação de liberdade. 

A importância do autoconhecimento e da saúde mental 

A entrevistada refere que sempre foi bastante atenta à importância de cuidar da sua saúde mental, preocupação que surgiu ainda com 27 anos, quando percebeu que não estava feliz. 

Algum tempo depois, no âmbito de uma parceria que tinha com uma clínica, teve a oportunidade de ser acompanhada por uma psicóloga durante sete anos de maneira a arrumar gavetas emocionais que lhe estar resolvidas, mas não. 

"Hoje gosto mais da minha cabeça, acho que está mais arrumada, mais robusta", assegura, orgulhosa com a sua evolução.

Ainda assim, confessa, há coisas que a tiram do sério, como a "falta de verdade das pessoas" e a dificuldade que alguns têm em colocar-se no lugar do outro. 

A importância do pai e da mãe na sua vida

Fátima Lopes não conteve as lágrimas ao falar da importância que o pai e a mãe ocupam na sua vida. Esta evidenciou a enorme inteligência emocional da mãe, que ao contrário de si, tem sempre uma resposta para tudo. 

"Ela tem uma clareza, uma capacidade de usar uma balança. Ajuda-me a redimensionar as coisas e a pô-las no sítio certo. Depois há um trabalho que tenho de fazer sozinha, de confrontar-me com essa dor, quero ficar em casa e tenho de purgar. Quando é uma coisa que dói muito pode demorar meses a passar. Podes procurar formas para que te doa menos, de maneira a não atrapalhar a tua vida. Tens de ter como objetivo não ficar na dor. Para que não seja a dominar a minha vida", reflete, quando questionada sobre como ultrapassou a maior deceção da sua vida. 

"Tenho um enorme orgulho dos meus pais, são maravilhosos, extremamente humildes, pessoas que me ensinaram muito do que sou e mostraram-me o que é importante. Nunca tive vergonha dos meus pais por serem humildes. Sou fruto deles. São dois seres humanos que são muito sábios, que sabem amar bem. São pessoas muito valiosas, dois diamantes que tenho na minha vida", disse, por fim. 

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório