Meteorologia

  • 08 MAIO 2021
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 24º

Edição

"Vivia com um colchão no chão, não tinha sequer frigorífico"

Flávio Furtado recordou as dificuldades que enfrentou quando se mudou para Lisboa.

"Vivia com um colchão no chão, não tinha sequer frigorífico"

Flávio Furtado foi convidado de Manuel Luís Goucha e protagonizou uma conversa reveladora, sobre os períodos mais marcantes da sua vida. Nascido dos Açores, mudou-se para a capital depois de terminar o secundário e lutou para vincar na imprensa cor-de-rosa.

Os sonhos prevaleceram, mas os primeiros anos em Lisboa ficaram marcados por grandes dificuldades.

"Tive de esconder dos meus pais muitas coisas", começou por dizer.

E continuou: "Hoje tenho uma vida mais ou menos confortável. Tenho o carro com que sempre sonhei, a casa com que sempre sonhei, já viajei para onde me apeteceu. Tenho a vida que quis. Mas nem sempre foi assim".

O comentador recordou o início do percurso profissional, quando era ainda estagiário numa publicação nacional sediada em Sintra. Nessa altura, vivia no centro de Lisboa e chegou a fazer o caminho a pé devido às dificuldades financeiras.

"Fui estagiar para a Nova Gente, vivia na Rua Poiais de São Bento. Tive de ficar a fechar algumas edições da revista, que implica sair mais tarde. Cheguei a ir a pé, de Sintra a Lisboa, no inverno, às sete da tarde. Chegava a pedir aos meus colegas para me pagarem o almoço porque me esquecia da carteira. O dinheiro era contado", recordou já em lágrimas.

O comentador contou ainda o episódio em que ocultou dos pais que esteve internado: "Não os queria fazer sofrer. Cheguei a ser internado, a minha mãe ligava-me e eu perguntava como estava o tempo [nos Açores]. A minha estava a 300 euros e duas horas de avião, não podia resolver nada".

Contudo, sempre prezou a sua liberdade e, mesmo vivendo com poucas condições, optou por ter um espaço só para si. "Não queria viver num quarto. Vivia com 750 euros e pagava 450 euros de casa. Queria liberdade. Houve uma altura em que tinha um colchão no chão e uns edredons, não tinha sequer frigorífico", recordou.

Hoje, com 43 anos, Flávio vive uma fase serena a nível profissional, sendo um dos comentadores de crónicas sociais mais conhecido do país. Não se deixa abalar pelo rótulo de "lambe botas" e deixou claro que vê em Manuel Luís Goucha um grande exemplo em televisão.

Leia Também: Livro de Flávio Furtado ganha prestigiado prémio internacional

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório