Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2020
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Engordar mais ou menos? "Hoje em dia focamo-nos demasiado no peso"

Inês Folque prepara-se para ser mãe pela primeira vez e não podia estar mais feliz nesta fase única, como partilhou em conversa com o Fama ao Minuto.

Engordar mais ou menos? "Hoje em dia focamo-nos demasiado no peso"
Notícias ao Minuto

08:12 - 07/12/19 por Marina Gonçalves 

Fama Inês Folque

Já quase nas 35 semanas de gestação, Inês está prestes a dar as boas-vindas a um menino, fruto do casamento com Gonçalo Ribeiro Telles. Uma fase que foi destacada durante a Festa de Natal da 100% Bebé, que decorreu na passada quinta-feira, 5 de dezembro, na loja de puericultura de São João do Estoril. 

Inês acabou por chegar um pouco mais tarde ao evento porque antes tinha estado numa consulta de obstetrícia onde realizou uma ecografia, como contou em conversa com o Fama ao Minuto, revelando que "está tudo ótimo" com o bebé. 

"Ele está sossegado dentro do possível porque não para quieto. Mas está tudo dentro da conformidade e eu estou muito contente. Vim com outro descanso para esta festa de Natal", disse. 

Além da maternidade, a atriz e apresentadora falou ainda sobre o seu futuro profissional, contando que tem muitas ideias guardadas que espera vir a realizar.

Ele já pode nascer a qualquer momento…

Sim! Não é suposto, espero que não e que ele se mantenha aqui no quentinho mais um tempo, mas agora já estou mais descansada por saber que já é um bebé viável. Já cumprimos aqui o percurso maior. Acho que agora é aproveitar a gravidez até ao fim, com uma gravidez boa, tenho tido alguma sorte com isso. Quero muito poder gozar este último mês, já só falta um mês… nem acredito.

Pode nascer no Natal…

Sim, mas eu falei imenso com ele e não vai nascer no Natal.

Passagem de Ano, até pode ser o bebé do ano…

Não, não. Janeiro! [risos] Agora quero mesmo aproveitar, só estar calma, gozar a minha barriga e ficar tranquila.

Quais os maiores desafios que encontrou nesta fase?

É mesmo o cansaço completamente impensável na minha cabeça e os desconfortos das posições, a azia. Essa parte foi mais chata porque eu tive sempre uma vida ativa ao longo da gravidez toda e, de repente, obriguei-me a parar e a ganhar alguma noção de que isto está próximo e de que este bebé também precisa de alguma atenção nesta última fase.

Quanto engordou durante a gravidez?

Ainda não vou falar sobre isso porque isso é sempre um assunto super polémico. Tive uma gravidez muito boa nesse sentido, engordei muito pouco, nem quero que isso seja um padrão para ninguém porque foi muito pouco pelas circunstâncias do meu corpo. Tive sempre super saudável ao longo da gravidez toda.

Restringiu algum tipo de alimento?

Fiz escolhas saudáveis e isso foi mesmo consciente. Talvez porque fiz pela primeira vez muitas escolhas saudáveis o meu corpo também reagiu muito bem. E obriguei-me a ter essas escolhas. Mas eu procurei muito cedo uma nutricionista e, de facto, foi mais para garantir que eu cumpria tudo o que era preciso para este bebé, até para equilibrar ou restringir o peso. Não foi mesmo o meu foco, aliás dei por assegurado que ia engordar e acabou por ser menos do que pensava. Mas é um assunto que vou deixar para depois do bebé nascer porque acho que hoje em dia estamos a focar-nos demasiado [no peso] e, sobretudo, há uma pressão enorme para estarmos impecáveis mesmo durante a gravidez, e os corpos reagem à sua maneira.

Mas sente essa pressão?

Não senti muito por causa disto, porque para mim o foco era eu sentir-me saudável e fazer as escolhas bem feitas. Obviamente não me apetecia descontrolar-me e fiz muitas vezes o esforço de não comer certas coisas, mas sou péssimo exemplo para dizer que tenho essa pressão porque não controlei isso ao longo da minha vida como eu quis. Por mais pressão que exista no nosso meio para esse tema, que é estarmos em forma, estarmos bem, eu nunca fui aquela pessoa que conseguiu cumprir à risca. A motivação acabou por vir em fases diferentes e neste caso a motivação nem tinha a ver com o peso, mas sim com dar tudo o que fosse melhor para este bebé. Estar o mais saudável possível e comer muito variado, que é uma coisa que me custa imenso a mim, tenho tendência a comer o que gosto…

Quando este bebé nascer hei-de contar a minha história, sobretudo, para desmistificar isto de ser preciso engordar mais ou menos. Cada corpo é um corpo e não quero que haja mínima comparação com ninguém. Às vezes nas redes sociais perguntam-me e eu estou constantemente a dizer que não vale a pena sequer compararmos, cada corpo reage à sua maneira. Apesar de tudo, eu já entrei na gravidez com excesso de peso para o que eu queria, com quilos a mais, portanto, nunca é igual a uma pessoa que é super magra ou que esteja no seu peso normal.

E como ficou o seu programa, ‘Uma Questão de Tempo’, da SIC Caras?

Acabámos em agosto, não voltou. Também estou focada na gravidez e não fazia sentido, era um programa que me desgastava muito fisicamente e não podia estar a fazê-lo durante muito mais tempo.

Mas então é uma pausa ou não vai voltar?

Para já é definitivo, não é para voltar. Há outros projetos aqui na minha cabeça e tenho alguma vontade de voltar a fazer algumas coisas, mas com muita calma porque agora, quando nascer este bebé, quero gozá-lo a 100% e aproveitar a maternidade sobretudo com muita disponibilidade e predisposição. Tenho ideias e espero poder concretizá-las no próximo ano, mas com a calma e a tranquilidade que o novo bebé também exige.

Com o Natal a chegar… como é que vai ser este ano os festejos desta quadra?

Vai ser mais pesado, mais cansativo, mas essencialmente muito parecido com os outros, entre a minha casa e a casa do Gonçalo, e também a pôr um travão todas as vezes que sentir que estou a esticar um bocadinho mais a corda.

Há alguma tradição que costumam cumprir?

Não, somos de muito poucas tradições na verdade…

Mas existe algum Natal que tenha ficado na memória por alguma razão?

Não. Os nossos Natais sempre foram muito tranquilos e muito virados para a família para a parte Cristã e católica. Eu sou católica e, portanto, toda a parte do presépio, da chegada do menino Jesus… A minha mãe sempre contou a história de que os Reis Magos é que trazem os presentes, nunca foi o Pai Natal. Aliás, nem nunca ouvi falar do Pai Natal na minha vida até agora, quase. Há um bocadinho esta tradição até porque somos uma família espanhola…

E qual o balanço que faz deste 2019?

Foi um ano ótimo, um ano espetacular a todos os níveis e acredito que 2020 seja o ano, mesmo.

Se ele não nascer antes...

Não vai nascer [risos], estou super convencida de que ele não vai nascer antes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório