Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

"A minha mãe passou a ser minha filha e isso custa-me um bocadinho"

Júlia Pinheiro foi uma das convidadas de Cristina Ferreira para falar sobre a vida depois dos 50 anos.

"A minha mãe passou a ser minha filha e isso custa-me um bocadinho"

"Eu adoro ter 50 anos. Acho que é o período mais extraordinário da vida das mulheres porque estamos confiantes, já fizemos tudo aquilo que tínhamos para fazer - em princípio - e sobretudo estamos libertas de uma série de juízos, pelo menos quem não se preocupa com isso. Eu vivo tranquilamente", começou por confessar Júlia Pinheiro em conversa com Cristina Ferreira.

Atualmente com 56 anos, a apresentadora foi uma das convidadas do 'Programa da Cristina' para falar da vida depois dos 50 anos, tal como ao lado de Zulmira Ferreira (mulher do treinador Jesualdo Ferreira) e a psicóloga Cristina Valente. Nesta fase da sua vida, a figura pública mostrou-se muito bem consigo mesma e confiante.  

"Acho que aos 50 anos, nós não estamos já a afirmar coisa nenhuma pela nossa aparência, pela nossa forma de nos apresentarmos aqui ou ali. Estamos serenas, convictas e quando abrimos a boca temos coisas para falar", afirmou. 

Durante a conversa, Júlia recordou ainda a sua mudança de estação televisiva. "Vim fazer 50 anos à SIC, foi justamente quando sai da TVI, quis fazer essa mudança nessa altura porque achei que era a última década, não sei quanto mais tempo ficarei na antena - essa é uma outra questão -, mas quis fazer aqui, na casa onde tinha começado", partilhou, frisando que nestes últimos anos aprendeu muito na estação de Paço de Arcos. 

"Foram anos fantásticos em que tu me davas pancada todos os dias de manhã, com alegria, mas em que aprendi imensas coisas, trabalhei imenso aqui na Impresa, trabalhei mais do que nos outros anos todos. Trabalhei aqui dias de 12 horas, alegremente, muito feliz, a aprender", realçou. 

Este ano foi especial para Júlia, pois conseguiu concretizar um sonho antigo: o do teatro. A apresentadora estreou nos palcos com a peça 'Monólogos da Vagina'. 

No entanto, envelhecer não conta apenas com aspectos positivos. "Isso acho que é o que custa mais, que é vermos aqueles que até agora foram os nossos protetores e eram a retaguarda, a partir de uma determinada altura, passam a ser nossos filhos", confessou, referindo que neste momento está a viver nestas circunstâncias. "A minha mãe passou a ser minha filha e isso custa-me um bocadinho", admite, explicando que neste momento tem que "decidir a vida da minha mãe, tomar as decisões por ela". 

Mas não ficou por aqui e recordou também a perda do pai, que morreu antes da apresentadora ter 50 anos. Nessa altura estava na TVI e nunca vai esquecer o gesto de Cristina e Manuel Luís Goucha. "Aliás, tu nesse dia foste maravilhosa, trabalhaste umas nove horas para poderes fazer a manhã e a tarde porque eu faltei. Tu e o Manel, nunca me hei-de esquecer. Tu trabalhaste o dia todo e o Manel interrompeu as férias. Nunca me vou esquecer, estarei eternamente grata", recordou. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório