Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Polémica! Justin Bieber critica atitude "picuinhas" de Taylor Swift

Em causa está a venda de uma produtora com quem Taylor Swift trabalhou no início da sua carreira. Com o negócio, a cantora deixará de ter (totalmente) os direitos sobre o seu trabalho anterior na música.

Polémica! Justin Bieber critica atitude "picuinhas" de Taylor Swift
Notícias ao Minuto

07:36 - 01/07/19 por Mariline Direito Rodrigues 

Fama Justin Bieber e Taylor Swift

A polémica está instalada e Taylor Swift volta a estar no centro dela. Em causa está a compra da produtora com que trabalhou ainda no início da sua carreira, a Big Machine Label Group, por parte do empresário Scooter Braun (com quem também colaborou). 

Nas redes sociais, artista demonstrou-se bastante triste com o negócio uma vez que esta produtora é dona de parte do seu trabalho musical.

Taylor explica que inicialmente a ideia de trabalhar com Scooter lhe pareceu muito boa uma vez que este era um excelente profissional que trabalhava com outros artista icónicos. Contudo, na perspetiva da cantora, o tempo veio a revelar uma outra faceta mais negra do empresário.

"Alguns factos curiosos sobre as notícias de hoje: soube da compra do meu trabalho pelo Scooter Braun conforme foi anunciado ao mundo. Tudo o que conseguia pensar era o bullying incessante e manipulador que recebi das mãos dele ao longo dos anos", sublinha.

"Como na vez em que a Kim Kardashian orquestrou e gravou ilegalmente parte de um telefonema para ser divulgado e depois Scott juntou os seus dois clientes para fazer bullying comigo online (vejam a foto)", afirma, recordando a eterna polémica com Kanye West e dando conta da participação de Justin Bieber no gozo.

Notícias ao Minuto                                                  Denúncia feita por Taylor Swift.                                                           © Reprodução

"O Scooter tirou-me o trabalho da minha vida inteira, sobre o qual não recebi a oportunidade de comprar. Essencialmente, o meu legado musical está prestes a cair nas mãos de alguém que tentou destrui-lo", confessou. 

Perante estas duras palavras, Justin Bieber não ficou indiferente e decidiu apresentar a sua parte da história também nas redes sociais.

"Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas por ter publicado aquela foto (...) Na altura achei que era engraçado, mas olhando para trás, foi de mau gosto e insensível", introduz Bieber, sublinhando que o empresário nada teve a ver com a brincadeira e que o repreendeu por causa da atitude. 

"Onde é querias chegar com a publicação daquele texto? Parece-me que era para te fazeres de 'coitadinha'. Sabias que, ao publicar aquilo, os teus fãs fariam bullying com o Scooter. De qualquer modo, se há coisa que eu sei é que eu e Scooter gostamos de ti. Sinto que a única maneira de resolver conflitos, é através da comunicação", alertou, classificando a ação de Taylor como "picuinhas".  

Apesar de não ter dado uma resposta 'pronta', Swift pôs um gosto no seguinte comentário. "'Nós não tivemos a oportunidade de comunicar as nossa diferenças'. Traíste a melhor amiga dela e depois ficaste publicamente ao lado do homem [Kanye West] que fez 'revenge porn' contra ela. Querias que te convidasse para um chá????".

Importa realçar que Justin é um dos poucos artistas a defender o lado de Scooter. Após o texto de Taylor, Miley Cyrus, Britney Spears, Nicki Minaj, Camila Cabello, Rihanna, Katy Perry e Billie Eilish, entre tantos outros, deixaram de seguir o empresário como forma de apoio à cantora.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório