Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 5º MÁX 11º

Edição

Proposta para travar pensões altas dispensava reforma aos 66 anos

O Governo de Passos Coelho pôs na gaveta a proposta do FMI para limitar as pensões elevadas, escreve o Diário de Notícias (DN), que adianta que o tecto de 5.030 euros iria permitir uma poupança anual de 200 milhões de euros e evitaria a reforma aos 66 anos.

Proposta para travar pensões altas dispensava reforma aos 66 anos

Houve uma proposta sugerida pelo FMI, que ficou de fora do projecto de cortes sugerido por Passos Coelho, aponta hoje o DN, que explica tratar-se da imposição de um limite máximo de 5.030 euros para as pensões.

De acordo com o FMI, esta medida iria permitir uma poupança anual na ordem dos 200 milhões de euros, um valor semelhante ao que se pretende obter com a alteração no factor de sustentabilidade, e que dispensaria a reforma aos 66 anos.

Para a instituição liderada por Christine Lagarde, o cardápio de soluções de cortes na despesa “mais radical” inclui a mudança no factor de sustentabilidade, que faz depender o valor da reforma da esperança média de vida; a redução em 20% no valor das pensões da Caixa Geral de Aposentações; o recálculo do valor das pensões; a fundição da CGA com o Centro Nacional de Pensões e a imposição de um limite máximo, de 5.030 euros, nas pensões pagas pelo Estado.

Este pacote foi agora largamente recuperado pelo Governo para ser sujeito a aprovação, mas o Executivo deixou de fora a sugestão do 'travão' às pensões mais elevadas, que poderia ter sido escolhido em detrimento, do aumento da idade da reforma, uma vez que permitir uma poupança equivalente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório