Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 37º

TST regista adesão de 47% à greve, mas sindicatos falam em mais de 70%

A adesão à greve que decorre hoje na transportadora rodoviária de passageiros Transportes Sul do Tejo (TST) é de 70% a 75% segundo fonte sindical e de 47% de acordo com a empresa.

TST regista adesão de 47% à greve, mas sindicatos falam em mais de 70%
Notícias ao Minuto

11:27 - 25/06/24 por Lusa

Economia TST

Os trabalhadores reclamam um aumento salarial mínimo de 80 euros e uma atualização do subsídio de refeição para os 9,60 euros, mas a empresa oferece 7,30 euros.

Fonte da transportadora disse à agência Lusa que a TST já aplicou, no passado mês de abril, com retroativos a janeiro, um aumento salarial de 5,89%, e que "não há condições financeiras para corresponder às reivindicações dos trabalhadores, nem quanto ao aumento salarial de 80 euros nem quanto à atualização do subsídio de refeição para 9,60 euros".

Numa comunicação interna a que a agência Lusa teve acesso, a TST alega justamente que "não tem disponibilidade financeira para pagar mais do que os 60 euros que já deu à grande maioria dos trabalhadores", mas diz estar "disponível para pagar os 60 euros de aumento mínimo, com retroativos a janeiro de 2024, a todos os trabalhadores que não alcançaram esse valor com o aumento dos 5,89%".

Se nos próximos dias não houver qualquer evolução na proposta da TST, os sindicatos vão avançar com mais dois dias de greve, em 05 e 25 de julho.

Segundo Sara Gligó, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), os sindicatos poderão convocar um novo plenário de trabalhadores, o mais tardar durante a greve do próximo dia 05 de julho.

A Transportes Sul do Tejo, com cerca de 900 trabalhadores, opera na zona 3 da Carris Metropolitana de Lisboa, que abrange os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra, no distrito de Setúbal.

Leia Também: Trabalhadores da TST em greve por aumentos salariais de no mínimo 80€

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório