Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 22º

Bundesbank pede cautela após corte dos juros pelo BCE

O presidente do Bundesbank, Joachim Nagel, pediu hoje que se mantenha a cautela na política monetária, após o Banco Central Europeu (BCE) ter reduzido as taxas de juro diretoras em 25 pontos base na quinta-feira.

Bundesbank pede cautela após corte dos juros pelo BCE
Notícias ao Minuto

12:48 - 10/06/24 por Lusa

Economia Juros

Num evento realizado hoje em Leipzig, na Alemanha, o presidente do banco central alemão afirmou que ainda existe muita incerteza quanto à evolução futura da economia e dos preços, razão pela qual apelou ao BCE para que se mantenha cauteloso na política monetária.

"Não nos vejo no topo de uma montanha, de onde as coisas terão inevitavelmente de descer. Pelo contrário, vejo-nos num cume onde ainda temos de encontrar o ponto certo para a descida subsequente", afirmou.

No que diz respeito à economia alemã, Nagel salientou que ainda não se concretizou uma recuperação ampla e sustentável da indústria, enquanto a procura externa continua fraca e o aumento dos custos de financiamento está a travar a procura.

No entanto, considerou que a taxa de inflação mais baixa e o crescimento dos salários podem incentivar as famílias a consumir mais, o que levou o Bundesbank a melhorar as suas expectativas de crescimento para 0,3% em 2024.

Neste sentido, Nagel afirmou que a Alemanha precisa de um crescimento sólido, que deve ser alcançado através de um forte aumento da produtividade, que, no entanto, diminuiu nos últimos anos.

O BCE desceu na passada quinta-feira em 25 pontos base as três taxas de juro diretoras.

A taxa fixa de operações principais de refinanciamento recuou para 4,25%, a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez desceu para 4,5% e a de facilidade permanente de depósito para 3,75%.

Com a decisão da semana passada, o BCE procedeu à primeira redução da taxa de juro desde março de 2016, há oito anos, embora tenha então reduzido o preço do dinheiro de 0,05% para 0%. Posteriormente, baixou a taxa de facilidade permanente de depósito em 0,10 pontos, para -0,5% em setembro de 2019.

Em qualquer caso, esta é a primeira descida desde que iniciou o seu ciclo de aperto da política monetária devido ao aumento da inflação, com 10 subidas consecutivas entre julho de 2022 e setembro de 2023.

A próxima reunião de política monetária do BCE realiza-se em 18 de julho.

Leia Também: Produção industrial em Itália cai 2,9% em abril

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório