Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 27º

Produção de eletricidade por parques solares cresce 14% em Moçambique

A produção de eletricidade através de parques solares em Moçambique cresceu quase 14% no primeiro trimestre do ano, mas ainda garante menos de 0,5% do total, indicam dados oficiais consultados hoje pela Lusa.

Produção de eletricidade por parques solares cresce 14% em Moçambique
Notícias ao Minuto

07:54 - 20/05/24 por Lusa

Economia Moçambique

De acordo com o relatório da execução orçamental de janeiro a março, a produção de eletricidade em seis grandes parques solares do país, e por outras centrais mais pequenas, ascendeu neste período a 19.688 MegaWatts-hora (MWh), contra os 17.328 MWh nos primeiros três meses de 2023.

Apesar do crescimento da produção, os parques solares garantiram apenas 0,4% da produção total em Moçambique no primeiro trimestre, que foi liderada pelos aproveitamentos hidroelétricos, com 84,6%, e essencialmente a Hidroelétrica de Cahora-Bassa (82,2% da produção total de eletricidade até março).

Moçambique prevê avançar até 2030 com centrais solares em pelo menos cinco pontos do país, estimando introduzir na rede uma capacidade de 1.000 MW de produção elétrica, prometendo uma "verdadeira revolução solar".

"Acelerar este tipo de projetos para uma escala maior é a forma mais simples de resolver o dilema estratégico de Moçambique após 2030: ter de escolher entre energia verde para exportação ou fornecer energia aos consumidores industriais", referiu a Estratégia de Transição Energética (ETS), avançou a Lusa em fevereiro.

Moçambique contava no ano passado com projetos para centrais solares de 125 MW, com 80 MW já ligados à rede.

O Governo admite que a dependência dos irá manter-se nas próximas décadas, mesmo com a implementação da ETS.

A nova estratégia, que prevê investimentos de cerca de 80 mil milhões de dólares (73 mil milhões de euros) até 2050, prevê que Moçambique irá desenvolver, numa primeira fase, até 2030, "pelo menos" 1.000 MW de nova capacidade solar fotovoltaica em Dondo, Lichinga, Manje, Cuamba, Zitundo e outros locais "a identificar", e 200 a 500 MW de nova capacidade de energia eólica 'onshore', nomeadamente em Inhambane, Lagoa Pathi.

"Os grandes investidores industriais que necessitam de grandes quantidades de eletricidade verde devem ser incentivados, através de um ambiente empresarial e regulamentar favorável, a desenvolver projetos de energia solar e eólica em grande escala", acrescenta-se no documento.

Até 2050, o objetivo é de ter pelo menos 7,5 GW de capacidade solar fotovoltaica instalada em Moçambique e até 2,5 GW de capacidade de energia eólica.

"Para garantir a otimização dos preços e acelerar a expansão da capacidade solar e eólica, o Governo deve basear-se no Programa de Leilões de Energias Renováveis em Moçambique", cujos princípios introduziram "a concorrência na adjudicação de contratos de energias renováveis", refere o documento.

"O rápido crescimento da expansão solar na África do Sul após a introdução dos leilões é um exemplo regional a seguir", destaca o ETS, que sublinha ainda iniciativas de "longo prazo".

"Continuar a desenvolver gradualmente o mais recente potencial de geração solar e eólica para satisfazer a crescente procura de eletricidade. Será necessária uma verdadeira 'revolução solar' para satisfazer o crescente consumo de Moçambique de uma forma limpa", refere o documento

O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, prometeu na cimeira da ONU sobre o clima (COP28), que decorreu no Dubai, em dezembro, que a ETS "não apenas coloca Moçambique na vanguarda da inovação climática, como também o posiciona como um destino de investimento atrativo sustentável".

Leia Também: Elétrica moçambicana quer concluir linha com Maláui

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório