Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 20º

Lucros dos cinco principais bancos em Portugal sobem 33% até março

Os cinco maiores bancos que operam em Portugal registaram lucros agregados de 1.225,2 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, mais 33,2% face ao mesmo período do ano passado.

Lucros dos cinco principais bancos em Portugal sobem 33% até março
Notícias ao Minuto

17:54 - 16/05/24 por Lusa

Economia Banca

Assim, os lucros de Caixa Geral de Depósitos (CGD), BPI, Millennium BCP, Novo Banco e Santander Totta cresceram 305,1 milhões de euros no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Para estes resultados, contribuiu a valorização da margem financeira -- a diferença entre os juros cobrados nos créditos e os juros pagos nos depósitos --, que no acumulado dos três meses ultrapassou os 2.397,9 milhões de euros, mais 19,9% do que no ano anterior.

A CGD, que apresentou hoje os seus resultados, conseguiu os maiores lucros entre as analisadas, com 394,5 milhões de euros, mais 38,4% que no mesmo período de 2023, tendo a sua margem financeira subido 16,9% para 716,5 milhões de euros.

O banco público anunciou que irá entregar ao seu único acionista, o Estado, cerca de 770 milhões de euros em dividendos no segundo trimestre do ano, impostos, custos regulatórios e rendas do edifício sede.

Entre os privados, o Santander Totta foi quem apresentou lucros mais elevados entre janeiro e março.

Com um aumento de 58,4%, os lucros do Santander Totta atingiram os 294,4 milhões de euros até março, contra 185,9 milhões de euros um ano antes. A margem financeira da instituição aumentou 64,6% em termos homólogos para 440,6 milhões de euros.

No mesmo sentido, o BCP registou lucros de 234,3 milhões de euros, contra 216,1 milhões de euros em termos homólogos. No trimestre em análise, a margem financeira consolidada subiu 4,8%, para 696,2 milhões de euros.

Já o Novo Banco registou um resultado positivo de 180,7 milhões de euros nos primeiros três meses, mais 21,8% que em 2023, tendo a sua margem financeira subido 21,4%, para 299,0 milhões de euros.

O BPI viu os seus lucros subirem 43,2% no trimestre inicial do ano, para 121,3 milhões de euros, enquanto a margem financeira da instituição do Grupo Caixabank aumentou 18,0%, para 245,6 milhões de euros.

Desde que o Banco Central Europeu (BCE) começou a subir as taxas de juro diretoras em meados de 2022, para combater a inflação, que isso tem tido impacto no aumento dos créditos dos clientes bancários indexados a taxa de juro variável (sobretudo Euribor).

Tal tem apoiado os lucros dos bancos que, desde então, viram a sua margem financeira sair beneficiada pelas altas taxas de juro nos empréstimos e lenta subida das taxas de juro nos depósitos.

Leia Também: BCE. Setor bancário enfrenta "ventos contrários" nos próximos meses

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório