Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 23º

S&P baixa 'rating' de Israel devido a risco de escalada do conflito

A S&P baixou hoje a notação da dívida de Israel e sublinhou que a perspetiva é "negativa" devido ao "risco de que a guerra entre Israel e o Hamas e o confronto com o Hezbollah possam escalar".

S&P baixa 'rating' de Israel devido a risco de escalada do conflito
Notícias ao Minuto

12:05 - 19/04/24 por Lusa

Economia Israel

O anúncio da agência de 'rating' S&P coincide com o alegado ataque israelita contra o Irão, hoje, em resposta ao ataque de Teerão a Israel, no sábado passado, com mais de 300 drones e mísseis, e surge no meio da escalada de tensão entre os dois países, que fez soar o alarme na comunidade internacional sobre o risco de um conflito regional.

Assim, a S&P baixou a notação da dívida de longo prazo de Israel de 'AA-' para 'A+' e a de curto prazo de 'A-1+' para 'A-1'.

Por um lado, a agência sublinha que a recente "escalada do confronto com o Irão aumenta os já elevados riscos geopolíticos para Israel", embora espere que "seja evitado um conflito regional mais vasto".

No entanto, adverte que a ofensiva israelita em Gaza, em curso desde outubro passado, e o confronto com o grupo libanês Hezbollah na fronteira com o Líbano prolongam-se, contrariamente às expectativas da S&P, que reconhece ter pensado inicialmente que a violência não duraria mais de seis meses.

Neste sentido, sublinha que a perspetiva negativa "reflete o risco de que a guerra entre Israel e (o grupo palestiniano) Hamas e o confronto com o Hezbollah possam escalar ou afetar os parâmetros económicos".

Além disso, a S&P insiste que poderá baixar ainda mais a notação de crédito de Israel "se os conflitos em curso se alastrarem, aumentando ainda mais os riscos geopolíticos e de segurança que Israel enfrenta".

"Poderemos também baixar a notação nos próximos 12 a 24 meses, se o impacto dos conflitos no crescimento económico, na situação orçamental e na balança de pagamentos de Israel se revelar mais significativo do que prevemos atualmente", afirma a S&P.

A agência também prevê que o défice público aumente para 8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2024, "principalmente em resultado do aumento das despesas com a defesa".

E antecipa que o crescimento israelita em 2024 será de 0,5%, contra 2% em 2023, segundo a agência, que recorda que no último trimestre de 2023 o PIB israelita se contraiu 5,7%.

Leia Também: AO MINUTO: Ataques entre Israel e Irão "acabaram"?; Rússia pede contenção

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório