Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 23º

Wall Street fecha em ordem dispersa mas a ignorar o Médio Oriente

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje sem rumo definido, ignorando globalmente a incerteza no Médio Oriente, mas atenta à subida dos rendimentos obrigacionistas e às afirmações prudentes do presidente da Reserva Federal (Fed).

Wall Street fecha em ordem dispersa mas a ignorar o Médio Oriente
Notícias ao Minuto

23:11 - 16/04/24 por Lusa

Economia Wall Street

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average avançou 0,17%, ao contrário do tecnológico Nasdaq, que recuou 0,12%, e do alargado S&P500, que baixou 0,21%.

A praça nova-iorquina superou vários obstáculos, desde logo o agravamento da tensão no Médio Oriente.

Segundo o Jerusalém Post, o exército israelita já definiu um plano de resposta ao ataque iraniano a Israel, na noite de sábado. Por definir, adiantou o jornal, está a data.

Outro elemento desfavorável veio das obrigações, com o rendimento proporcionado pelos títulos federais a 10 anos a atingir 4,69%, nível não requentado desde há cinco meses.

Os investidores tiveram também de encaixar novas declarações do chefe da Fed, Jerome Powell.

Durante uma mesa-redonda, em Washington, indicou que "os últimos dados macroeconómicos não tinham claramente reforçado a confiança" dos membros do banco central quanto ao regresso da inflação ao seu objetivo de longo prazo -- os dois por cento.

A inflação, em março, nos EUA, subiu para 3,5% em termos anuais, depois dos 3,2% anteriores, segundo o índice de preços no consumidor.

"Perante o vigor do mercado de emprego e a trajetória da inflação, é apropriado dar mais tempo à política monetária restritiva", acrescentou Powell, aludindo ao nível elevado das taxas da Fed, que quer reduzir o dinamismo da economia norte-americana.

Para Art Hogan, da B. Riley Wealth Management, os investidores "já integraram uma boa parte dos elementos que os inquietam".

Como detalhou, "a reação inicial é considerar os piores cenários. Depois, espera-se".

Em concreto, "avançou, "ver como Israel vai responder: será contido ou vamos ser arrastados para algo que ninguém deseja?"

Na expectativa, "existe um mercado que encontrou uma espécie de equilíbrio de curto prazo", opinou.

Leia Também: Geopolítica leva Wall Street para baixo e a penalizar as tecnológicas

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório