Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Bolsa de Lisboa em baixa, com EDP a perder mais de 2,2%

A bolsa de Lisboa negociava hoje em baixa, com as ações da EDP a caírem 2,27% para 3,53 euros.

Bolsa de Lisboa em baixa, com EDP a perder mais de 2,2%
Notícias ao Minuto

09:41 - 19/03/24 por Lusa

Economia EDP

Cerca das 09:00 em Lisboa, o PSI baixava 0,63% para 6.131,90 pontos, com 10 'papéis' a descer e seis a subir.

Às ações da EDP seguiam-se as da EDP Renováveis, Galp e Mota-Engil, que se desvalorizavam 1,31% para 12,82 euros, 0,65% para 15,27 euros e 0,62% para 4,80 euros, respetivamente.

As ações da Sonae, Altri e CTT desciam 0,40% para 0,87 euros, 0,34% para 4,73 euros e 0,28% para 3,55 euros. As ações da REN, BCP e NOS recuavam 0,23% para 2,14 euros, 0,20% para 0,29 euros e 0,18% para 3,42 euros.

As ações da REN, BCP e NOS também desciam, designadamente 0,23% para 2,14 euros, 0,20% para 0,29 euros e 0,18% para 3,42 euros.

Em sentido contrário, as ações da Corticeira Amorim, Ibersol e Semapa valorizavam-se 0,42% para 9,48 euros, 0,30% para 6,62 euros e 0,29% para 13,70 euros.

As outras três ações que subiam de cotação eram as da Jerónimo Martins, Greenvolt e Navigator, designadamente 0,10% para 19,15 euros, 0,06% para 8,15 euros e 0,05% para 3,78 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, num dia em que o Banco do Japão aumentou as taxas de juro pela primeira vez em 17 anos e já concentradas na Reserva Federal dos EUA (Fed).

Depois do Banco do Japão, a Fed deverá anunciar na quarta-feira as suas decisões em matéria de política monetária, seguindo-se o Banco de Inglaterra e o Banco da Suíça na quinta-feira.

Por seu lado, Wall Street terminou a sessão de segunda-feira a verde, à espera da decisão da Fed sobre as taxas de juro, cuja reunião de dois dias começa hoje.

Ao início da manhã, o Banco do Japão decidiu aumentar a taxa de juro de referência de curto prazo para 0,1%, a primeira medida deste tipo em 17 anos, bem como retirar outras medidas de estímulo no âmbito do seu vasto programa de flexibilização monetária.

Na sequência desta decisão, o iene registou uma forte desvalorização na Ásia. Nos mercados bolsistas, o Nikkei, principal indicador de Tóquio, perdeu 0,38%, enquanto Xangai caiu 0,72%.

Os juros da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, desciam para 2,449%, contra 2,458% na segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio abriu hoje em baixa, mas a cotar-se a 86,70 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 86,89 dólares na segunda-feira.

A nível cambial, o euro abriu a desvalorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0847 dólares, contra 1,0869 dólares na sessão anterior.

Leia Também: Bolsas europeias em alta, pendentes das decisões da Fed

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório