Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
27º
MIN 16º MÁX 30º

BNU em Macau alerta para páginas fraudulentas na Internet e redes sociais

O Banco Nacional Ultramarino (BNU) em Macau alertou para a existência de páginas fraudulentas na Internet e redes sociais que se fazem passar pelo banco para supostamente oferecer empréstimos na hora.

BNU em Macau alerta para páginas fraudulentas na Internet e redes sociais
Notícias ao Minuto

06:44 - 08/02/24 por Lusa

Economia Macau

Numa nota publicada no portal do BNU na Internet, o banco disse acreditar que estas páginas "publicitam serviços de empréstimo imediatos como meio de solicitação para atrair clientes".

O BNU aconselhou os clientes a ligarem para o banco ou pedirem ajuda à polícia, se encontrarem "'websites', anúncios ou mensagens suspeitas".

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM), regulador financeiro local, indicou que o público deve "ter cuidado com páginas da Internet, redes sociais e comunicações bancárias falsas para evitar ser enganado e sofrer perdas desnecessárias".

As burlas com recurso às telecomunicações e à Internet em Macau subiram 59,4% em termos anuais nos primeiros nove meses de 2023 e provocaram perdas superiores a 200 milhões de patacas (22,8 milhões de euros).

De acordo com dados divulgados, em dezembro, pelo secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, a região chinesa registou 872 burlas cometidas através do telefone ou online entre janeiro e setembro, mais 325 casos do que em igual período de 2022.

A maioria das burlas (599, mais 29,7%) aconteceram com recurso à Internet, embora o maior aumento tenha ocorrido nas burlas telefónicas (273), que mais do que quadruplicaram.

O BNU pertence ao Grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD), sendo, juntamente com o Banco da China, emissor da moeda de Macau.

Leia Também: Ano Novo Lunar. Portugueses em Macau seguem tradição de oferecer dinheiro

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório