Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Lagarde admite: É "provável" que o BCE baixe juros no verão

Contudo, a líder do BCE admitiu que tem de ser "cautelosa" e justifica-se.

Lagarde admite: É "provável" que o BCE baixe juros no verão
Notícias ao Minuto

10:20 - 17/01/24 por Beatriz Vasconcelos

Economia BCE

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, admitiu, esta quarta-feira, à margem do Fórum Económico Mundial, que decorre na cidade suíça de Davos, que é "provável" que o banco central corte as taxas de juro no verão. 

"Eu diria que é provável também", disse Lagarde, em declarações à Bloomberg, quando questionada sobre se concorda com as afirmações de outros colegas do banco central nesse sentido. 

Contudo, a líder do BCE admitiu que tem de ser "cautelosa" e justifica-se: "Dependemos da informação e ainda há um nível de incerteza, alguns indicadores não estão no nível a que gostaríamos de os ver".

Lagarde disse ainda que "não ajuda no combate à inflação se houver tanta antecipação", tentando assim moderar as expectativas relativamente a este tema. 

Porém, disse que a inflação está "no caminho certo", mas que ainda é muito cedo para declarar vitória.

Leia Também: Confirma-se. Inflação sobe para 2,9% na zona euro, após 7 meses em queda

Na terça-feira, recorde-se, o governador do Banco de Portugal (BdP) reiterou que a trajetória da inflação na zona euro é muito positiva e o Banco Central Europeu (BCE) não precisa de agir muito mais para levar os preços aos 2% no médio prazo.

Em declarações à rede americana CNBC no âmbito do Fórum Económico Mundial, que decorre na cidade suíça de Davos, Mário Centeno defendeu que o BCE tem como objetivo a inflação de médio prazo e não a inflação de fevereiro, considerando que "a trajetória é muito positiva neste momento".

De referir também que já no início deste ano, a presidente do BCE referiu que as taxas de juro da zona euro atingiram o seu pico, depois de subirem face à elevada inflação no ano passado.

Leia Também: Levar inflação aos 2%? "Não precisamos de fazer mais" do que o necessário

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório