Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Subida dos juros? "Bancos centrais devem ter cuidado com o que dizem"

Marcelo comentou as últimas notícias sobre a subida dos juros, pedindo "ponderação" aos Bancos Centrais

Subida dos juros? "Bancos centrais devem ter cuidado com o que dizem"
Notícias ao Minuto

18:59 - 28/06/23 por Marta Amorim

Economia Juros

"Penso que nesta matéria todos nós devemos aguardar a evolução da inflação e a decisão dos bancos centrais, mas também penso que os bancos centrais deveriam ter muito cuidado com o que dizem publicamente", disse Marcelo, na tarde desta quarta-feira, acrescentando recordar-se de ter ouvido banqueiros centrais "dizer que os juros não iriam aumentar durante um período considerável de tempo".

Falando aos jornalistas, relativamente às últimas notícias que dão conta que o Banco Central Europeu provavelmente volta a aumentar taxas de juro em julho, Marcelo diz que "isto tem um efeito de perturbação nas pessoas, economias e mercados que não é bom para ninguém".

O Presidente prosseguiu, e frisou que é necessário "cuidado" no discurso que se tem, uma vez que a subida dos juros tem um grande impacto na vida das pessoas. 

"É uma matéria muito sensível em geral para o mundo e quanto mais cuidadosos forem todos, penso que melhor", disse. 

"É preciso uma grande ponderação naquilo que se diz sobre matéria de juro. Vemos países como os Estados Unidos da América inverterem a política e não aumentarem o juro. Vemos outros bancos centrais entenderem - e eu respeito as decisões - o contrário. Mas não vale a pena neste momento estar a criar mais preocupações, perturbações naquilo que é a vida já difícil de muitos europeus e de vários portugueses", reforçou.

Sobre as declarações de Lagarde, que defende o não aumento dos salários, insiste na grande "ponderação".

Em causa está o diagnóstico feito por Lagarde, na abertura do Fórum BCE, que termina hoje em Sintra, no qual alertou que o processo inflacionista se está a tornar mais persistente e sinalizou que as taxas se deverão manter altas, descartando que num futuro próximo o banco central declare que a taxa máxima foi atingida.

A presidente do BCE também alertou para o impacto que a contribuição que a subida das margens das empresas teve na inflação, que entrou agora numa fase em que os aumentos salariais também estão a pressionar os preços, o que aliado a uma baixa produtividade coloca desafios.

[Notícia atualizada às 19h16]

Leia Também: "Christine Lagarde é uma pessoa que só conheceu privilégio na vida"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório