Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Execução das garantias do Estado não aponta para revisão dos valores

A secretária de Estado do Orçamento indicou hoje que a execução das garantias do Estado relativas às linhas de crédito bancário e seguros de crédito criadas em 2020 não têm apontado para a necessidade de revisão em alta.

Execução das garantias do Estado não aponta para revisão dos valores
Notícias ao Minuto

13:22 - 25/01/23 por Lusa

Economia Governo

A secretária de Estado do Orçamento, Sofia Batalha, falava esta manhã numa audição no âmbito da apreciação da Conta Geral do Estado 2021 (CGE2021) na Comissão de Orçamento e Finanças (COF), no parlamento.

"Estamos a acompanhar naturalmente a execução destas garantias e não temos para já nenhuma indicação de que vamos rever em alta esses valores", disse a governante, quando questionada pelo deputado do Chega Rui Afonso sobre os riscos das garantias do Estado relativas às linhas crédito bancário, de seguros de crédito, participações e instrumentos financeiros criadas em 2020.

"Relativamente às garantias, os 20 mil milhões de euros, em 2020, quando foram criadas estas garantias houve o cuidado de repercutir desde logo integralmente os riscos que se entendiam estar associados a estas garantias na Conta de 2020", explicou Sofia Batalha.

A Secretária de Estado garantiu ainda que o inventário do património do Estado é "uma preocupação" do Ministério, que tem "todo o interesse" em avançar no processo.

Sofia Batalha recordou ainda, neste sentido, que no final do ano passado já foi autorizado o encargo plurianual, "para que se possa contratualizar o sistema".

Leia Também: Elvira Fortunato desafia investigadores a recorrerem mais a financiamento

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório