Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 17º

CEO do Novobanco não vê "aumento significativo" do malparado

Mark Bourke disse esta terça-feira que não vê um aumento significativo do crédito malparado, num contexto de aumento das taxas de juro e de inflação elevada. 

CEO do Novobanco não vê "aumento significativo" do malparado
Notícias ao Minuto

12:05 - 04/10/22 por Notícias ao Minuto

Economia Mark Bourke

O CEO do Novobanco, Mark Bourke, disse esta terça-feira, em entrevista à Bloomberg, que não vê um aumento significativo do crédito malparado, num contexto de aumento das taxas de juro e de inflação elevada. 

"Não vemos um aumento significativo na formação de crédito malparado", disse o CEO da instituição bancária em entrevista televisiva à Bloomberg, adiantando que o banco deverá atingir a meta de 5% ainda este ano ou a "muito curto prazo".

O Novo Banco quer, numa segunda fase, reduzir o rácio de malparado para entre 3% e 4%, percentagem que deverá ser atingida em "dois ou três anos", através de uma "combinação de reestruturações e vendas".

Mark Bourke foi 'chief financial officer' (CFO, responsável financeito) do grupo irlandês AIB Plc e CFO do Novo Banco, antes de ser nomeado presidente executivo desta última instituição financeira.

Os bancos portugueses registaram resultados líquidos de 3.127 milhões de euros no primeiro semestre, tendo o rácio do crédito malparado caído para 3,4%, abaixo da linha vermelha de 5%, adiantou o governador do Banco de Portugal, na semana passada.

Leia Também: Polícia indonésia critica saídas do estádio onde morreram 131 pessoas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório