Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 24º

Wall Street fecha em baixa e a 'digerir' mensagem da Reserva Federal

A bolsa nova-iorquina fechou esta quarta-feira em baixa, a fazer uma pausa após várias sessões de alta consecutiva, devido a resultados empresariais mitigados e uma mensagem contrastada do banco central dos EUA (Fed).

Wall Street fecha em baixa e a 'digerir' mensagem da Reserva Federal

Os resultados definitivos indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average recuou 0,50%, o alargado S&P500 baixou 0,72% e o tecnológico Nasdaq cedeu 1,25%.

"O mercado estava a ir demasiado depressa" nas últimas semanas e "esperava-se que procurasse digerir os ganhos das últimas sessões", comentou Quincy Krosby, a principal estratega de investimentos da Prudential Financial. No caso do Dow Jones, acabou esta quarta-feira uma série de cinco sessões consecutivas de alta.

Os investidores foram, por outro lado, encorajados a fazer alguns ganhos com a saída de estrada da Target, que perdeu 2,69%, que divulgou antes da abertura da bolsa uma queda do lucro em 89%, devido aos descontos concedidos para reduzir stocks e pela subida dos custos de transporte.

Os investidores estiveram também a "digerir" a publicação da ata da última reunião de política monetária da Reserva Federal (Fed), ao início da tarde. Pressentida como capaz de entusiasmar os investidores, acabou por gerar uma subida modesta, de curta duração.

Para Maris Ogg, da Tower Bridge Advisors, esta ata não resolveu o debate que agita agora a praça nova-iorquina quanto à possibilidade de uma mudança de trajetória da Fed.

"Você pode concluir o que quiser", disse, com os membros do comité de política monetária (FOMC, na sigla em Inglês) a evocarem uma desaceleração do seu endurecimento monetário a médio prazo, mas a proclamarem-se determinados a subirem a taxa de juro de referência no curto prazo.

Kathy Bostjancic, da Oxford Economics, apontou uma "mudança de tom" na Fed, que "já não se preocupa unicamente com a inflação, mas também com os efeitos da sua política monetária sobre a economia dos EUA, que arrefece, e mostra-se cada vez mais prudente".

Com a publicação da ata, os investidores alinharam massivamente na hipótese de uma subida de meio ponto percentual na próxima reunião, de 21 e 22 de setembro, quando há um mês esperavam uma subida em três quartos de ponto percentual.

Para Maris Ogg, o mercado de trabalho está tão tenso que "não se vai ver uma subida do desemprego similar à dos anteriores ciclos de endurecimento monetário", o que "dá à Fed mais margem para subir as taxas".

Os índices também só reagiram de forma marginal à divulgação das vendas do comércio retalhista nos EUA em julho, estáveis em relação a junho, quando se esperava uma ligeira progressão, de 0,1%.

A ação do clube inglês de futebol Manchester United, cotada em Nova Iorque, beneficiou da atenção suscitada por uma mensagem do empresário Elon Musk na rede social Twitter, mais tarde qualificada de 'boca' pelo seu autor, a anunciar que ia comprar a equipa.

Mas o proprietário do grupo Ineos, Jim Ratcliffe, contribuiu para a visibilidade acrescida do Manchester United, quando o seu porta-voz, também na quarta-feira, indicou o seu desejo de adquirir o clube, atualmente em grande dificuldade desportiva.

Leia Também: Reserva Federal manteve dureza monetária apesar de ver economia arrefecer

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório