Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Zelensky diz que Ucrânia começou a exportar eletricidade para a UE

A Ucrânia começou a exportar eletricidade "de maneira significativa" para a UE, através da Roménia, anunciou o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Zelensky diz que Ucrânia começou a exportar eletricidade para a UE

"Foi dado um passo importante na nossa aproximação à União Europeia" na quinta-feira, disse, na quinta-feira à noite, o líder da Ucrânia, país que recebeu na semana passada o estatuto de candidato à adesão à UE, aprovado pelos 27 Estados-membros.

"Este é apenas um primeiro passo", sublinhou Zelensky, no habitual discurso, em vídeo, à população ucraniana.

"Estamos a preparar-nos para aumentar as exportações", acrescentou.

O Presidente ucraniano defendeu que "a eletricidade ucraniana pode substituir uma parte considerável do gás russo consumido pelos europeus".

"Não é apenas uma questão de receitas de exportação para nós, é uma questão de segurança para toda a Europa", insistiu.

A Ucrânia estava ligada a rede elétrica russa até ao início da invasão, em 24 de fevereiro, tendo depois operado de forma autónoma até meados de março, altura em que foi ligada à rede europeia, o que deve ajudar o país a manter o funcionamento apesar da guerra.

"A partir de hoje, a Ucrânia pode exportar eletricidade para o mercado da UE", indicou, na quinta-feira, a presidente da Comissão Europeia, na rede social Twitter.

Ursula von der Leyen descreveu este passo como uma vitória para os dois lados. "Isto trará uma fonte adicional de eletricidade para a UE. E uma receita muito necessária para a Ucrânia", considerou.

A ofensiva militar da Rússia já matou mais de quatro mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

O conflito causou a fuga de mais de oito milhões de pessoas, das quais mais de 6,6 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: Ucrânia. Dez mortos em ataque com mísseis na região de Odessa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório