Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Contas feitas, combustíveis baixaram mais (ou menos) do que o previsto?

De acordo com o preço médio, divulgado pela DGEG, o gasóleo registou uma descida de 2,8 cêntimos, ao passo que a gasolina ficou meio cêntimo mais barata.

Contas feitas, combustíveis baixaram mais (ou menos) do que o previsto?
Notícias ao Minuto

08:00 - 28/06/22 por Notícias ao Minuto

Economia Combustíveis

Esta semana começou com uma descida dos preços dos combustíveis, tal como previsto, mas, afinal, a descida foi superior ou inferior às previsões? Vamos às contas. 

Começamos pelo gasóleo simples, cujo preço médio era de 2,094 euros por litro (€/litro) no domingo, dia 26 de junho. Na segunda-feira, o valor baixou para 2,066 €/litro, o que significa uma redução de 2,8 cêntimos

Já a gasolina simples 95 baixou para 2,101 €/litro, face aos 2,106 €/litro verificados no domingo, de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG). É uma descida de meio cêntimo

Estas reduções ficam, no entanto, aquém das expectativas, já que o Governo estimava em três cêntimos a descida do preço do litro de gasóleo e de 3,9 cêntimos da gasolina, segundo os dados do Ministério das Finanças enviados à Lusa, na segunda-feira.

Notícias ao Minuto Evolução do preço médio do gasóleo simples (a azul) e da gasolina simples 95 (a vermelho)© Reprodução do site da DGEG  

Perante a perspetiva de evolução dos preços esta semana, o Ministério das Finanças anunciou na passada sexta-feira que iria manter "o desconto de ISP atualmente em vigor no gasóleo". Em março foi criado um mecanismo de compensação que semanalmente ajusta no ISP a subida ou descida da receita do IVA resultante da evolução do preço de venda ao público dos combustíveis.

Perante a subida do preço dos combustíveis e de forma a mitigar o seu impacto junto das famílias e empresas, o Governo decidiu avançar em maio com uma nova medida que, no essencial, reduz nas taxas do ISP um valor equivalente ao que resultaria da aplicação de uma taxa de IVA de 13% sobre os combustíveis.

Esta nova medida traduziu-se num desconto adicional do imposto de 14,2 cêntimos por litro de gasóleo e 15,5 por litro de gasolina, segundo indicou na ocasião o Ministério das Finanças.

Na sexta-feira, o Ministério das Finanças referiu que, perante a perspetiva de evolução, "mantém-se o alívio global da carga fiscal sobre os combustíveis por via destas duas medidas -- mecanismo semanal de revisão do ISP e redução das taxas unitárias deste imposto para o equivalente a uma taxa do IVA de 13% --, totalizando 22,2 cêntimos por litro de gasóleo e 25,9 cêntimos por litro de gasolina".

A estes valores acresce ainda a não atualização da taxa de carbono em cerca de seis cêntimos por litro.

Recorde-se ainda que está em vigor desde outubro uma medida através da qual a taxa unitária do ISP foi reduzida em um cêntimo por litro de gasóleo e em dois cêntimos por litro de gasolina.

Gasolina e gasóleo vendidos acima do preço de referência

A média dos preços nas gasolineiras ficou, na semana entre 20 e 26 de junho, no caso da gasolina, quatro cêntimos acima do preço médio semanal determinado pelo regulador, estando o gasóleo 1,5 cêntimos acima, adiantou a ERSE, na segunda-feira

Leia Também: OE2022 já está em vigor. Recorde aqui as seis prioridades do documento  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório