Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Porto. Linha Rubi do metro tira 5,2 milhões de carros da estrada em 2026

A futura linha Rubi da Metro do Porto, entre Santo Ovídio (Gaia) e Casa da Música (Porto), deverá retirar 5,2 milhões de pessoas do carro em 2026, ano previsto para o seu arranque, segundo um estudo de procura.

Porto. Linha Rubi do metro tira 5,2 milhões de carros da estrada em 2026

De acordo com o estudo de procura disponível no 'site' da Metro do Porto, em 2026, ano em que se prevê o arranque da linha, estão previstos 11,4 milhões de passageiros para o traçado, que também passará na estação ferroviária das Devesas, em Vila Nova de Gaia (distrito do Porto).

Nesses números inclui-se o aumento de 404 mil passageiros de procura induzida, ou seja, a procura "que não existia no sistema de transportes antes da entrada em funcionamento da extensão da rede".

Em 2026, com o efeito da entrada em operação da linha Rubi, o número de passageiros em transportes públicos (na Sociedade de Transportes Coletivos do Porto [STCP}, nos operadores privados e na CP - Comboios de Portugal) também aumenta em dois milhões.

No entanto, o estudo define o ano cruzeiro da operação como 2029, e aí "o potencial de captação da linha Casa da Música -- Devesas -- Santo Ovídio é de 12,7 milhões de passageiros em 2029, sendo que destes 3,5% advém da procura de indução".

Ainda em 2029, "relativamente aos modos concorrenciais verifica-se uma diminuição nos utilizadores de transporte individual, de 5,8 milhões de passageiros, em paralelo com um aumento nos utilizadores de transporte público (considerando os passageiros da STCP, operadores privados e comboio) de 2,2 milhões de passageiros".

"O aumento do transporte público decorre do seu papel de alimentação do sistema", refere o estudo, elaborado para a Metro do Porto pelo coordenador Álvaro Costa (professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto) e pelas consultoras Cláudia Moreiras, Inês Bartolomeu e Tanya Valkanova.

O horizonte do documento vai até 2051, ano em que a procura estimada da linha deverá atingir os 16,6 milhões de passageiros anuais, em que o incremento em todos os transportes públicos deverá ser de 2,9 milhões de pessoas, e o número de pessoas retiradas do transporte individual se estima em 7,6 milhões.

Pelo meio, em 2041, estima-se que a linha Rubi capte 14,4 milhões de passageiros, atraia 2,5 milhões para os transportes públicos complementares e retire 6,5 milhões de pessoas dos carros.

A entrega do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da futura linha Rubi à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), por parte da Metro do Porto, está prevista para esta semana, anunciou na segunda-feira o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro.

A linha Rubi será uma nova linha do Metro do Porto entre Santo Ovídio (Vila Nova de Gaia) e Casa da Música (Porto), com passagem na estação ferroviária das Devesas, em Gaia, e incluindo uma nova ponte sobre o rio Douro, entre as zonas do Candal (Gaia) e do Campo Alegre (Porto).

A construção da linha Rubi, prevista no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), custará 300 milhões de euros mais IVA.

Leia Também: Obras da Metro do Porto 'recuperam' túnel pedonal dos Congregados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório