Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

Brasil. Governo canta vitória com aprovação da privatização da Eletrobras

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou hoje a continuidade do processo de privatização da Eletrobras, a maior empresa estatal brasileira de eletricidade, uma vitória para o Governo do Presidente Jair Bolsonaro.

Brasil. Governo canta vitória com aprovação da privatização da Eletrobras
Notícias ao Minuto

07:20 - 19/05/22 por Lusa

Economia Eletrobras

Os juízes votaram por sete votos contra no julgamento que era a última etapa de análise deste tribunal, que avaliava o modelo de venda e o valor das ações que vão ser disponibilizadas na bolsa de valores.

A privatização da empresa estatal deverá ser feita na forma de capitalização, sendo que vão ser lançadas novas ações na bolsa.

Em comunicado, o Ministério de Minas e Energia rejubilou-se com o resultado da votação considerando "um dia histórico para o Brasil".

"O Ministério de Minas e Energia (MME) tem a convicção de que o processo foi extremamente escrutinado, culminando com a decisão mais fundamentada e ponderada entre os processos de privatização do País", lê-se na mesma nota.

Se o governo conseguir concluir antes das eleições, marcadas para outubro, alguns dos procedimentos burocráticos ainda necessários para o processo de venda, uma vez que ainda depende de ajustamentos com os organismos reguladores da bolsa de valores tanto no Brasil como nos Estados Unidos, a Eletrobras será a primeira grande empresa estatal sob a administração do Presidente Jair Bolsonaro a ser privatizada

A proposta inicial do Governo era colocar as ações da empresa à venda a 13 de Maio, mas o atraso no processo judicial obrigou-a a adiar a oferta para uma data ainda por definir, embora a expectativa do mercado seja de que a operação seja realizada em Agosto.

O processo é uma prioridade para o governo, que desde que tomou posse em Janeiro de 2019 tem implementado uma política económica de natureza liberal, com ênfase nas privatizações e concessões, com o objetivo de reduzir a dimensão do Estado.

A Eletrobras está no meio de um processo de privatização que se arrasta desde 2016, como parte de um plano de venda de bens estatais para reduzir o défice fiscal do país.

A 22 de fevereiro, os acionistas da empresa aprovaram, numa assembleia geral extraordinária, o processo de privatização da empresa, que já tinha recebido a aprovação do Congresso brasileiro em junho de 2021.

O objetivo desta capitalização é reduzir a participação do Estado na Eletrobras, e que detém atualmente cerca de 70 %, para 45%, um acordo com o qual o Governo também espera angariar cerca de 12 mil milhões de euros.

A Eletrobras, a maior empresa de energia da América Latina, é responsável por um terço da produção brasileira e é proprietária de quase metade das linhas de transmissão do país.

Em 2021, a Eletrobras terminou o ano com um lucro líquido de 5,71 mil milhões de reais (1,12 mil milhões de euros).

Leia Também: Contas do setor público brasileiro registam excedente de 662 milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório