Meteorologia

  • 13 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 28º

Contas do setor público brasileiro registam excedente de 662 milhões

As contas do setor público (governo federal, estados, municípios e empresas estatais) do Brasil registaram excedente primário de 3,5 mil milhões de reais (662 milhões de euros) em fevereiro, informou hoje o Banco Central do país.

Contas do setor público brasileiro registam excedente de 662 milhões
Notícias ao Minuto

16:44 - 02/05/22 por Lusa

Economia Brasileiro

Em fevereiro do ano passado, o Governo central brasileiro havia contabilizado défice de 11,8 mil milhões de reais (2,2 mil milhões de euros).

O excedente primário acontece quando as receitas com impostos superam as despesas, desconsiderando os juros da dívida pública.

Embora incluam resultados de estatais, o excedente não leva em conta os resultados da Petrobras, Eletrobras e bancos públicos como Banco do Brasil (BB) e Caixa Económica Federal.

O governo central brasileiro registou défice de 19,2 mil milhões de reais (3,6 mil milhões de euros), enquanto os governos regionais e as empresas estatais registaram, na ordem, excedentes de 20,2 mil milhões de reais (3,8 mil milhões de euros) e 2,5 mil milhões de reais (472 milhões de euros) no mês.

Nos 12 meses encerrados em fevereiro, o excedente primário do setor público consolidado no país sul-americano totalizou 123,4 mil milhões de reais (23,3 mil milhões de euros), montante equivalente a 1,40% do Produto Interno Bruto (PIB).

Nos dois primeiros meses de 2022, o governo central brasileiro registou excedente de 105,3 mil milhões de reais (19,9 mil milhões de euros).

Leia Também: Apresentador pró-Putin ameaça Reino Unido: "Um único lançamento Boris"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório