Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Verificados danos agrícolas numa empresa em Salvaterra de Magos

O Ministério da Agricultura está a acompanhar os efeitos de um "fenómeno climatérico extremo" que decorreu, esta sexta-feira, em Salvaterra de Magos, distrito de Santarém, adiantando que, até ao momento, verificaram-se danos agrícolas numa empresa.

Verificados danos agrícolas numa empresa em Salvaterra de Magos

"O Ministério da Agricultura, através da Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa a Vale do Tejo (DRAPLVT), tem acompanhado de perto os efeitos do que genericamente se pode classificar como um fenómeno climatérico extremo, registado no dia 24 de dezembro, no concelho de Salvaterra de Magos (freguesias de Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra)", indicou, em comunicado, o Governo.

Segundo a mesma nota, os técnicos da DRAPLVT constataram, no dia seguinte, prejuízos numa estufa de hidroponia de 800 metros quadrados (m2), com um valor total de investimento perto de 20.000 euros.

Nesta estufa, a perda foi de 90% das culturas instaladas, nomeadamente, nabiça e alface.

Até agora, só foram verificados danos agrícolas numa empresa, mas o Ministério da Agricultura ressalvou que nenhum agricultor declarou, formalmente, os prejuízos no 'site' da DRAPLVT.

"No sentido de apurar eventuais prejuízos nos agentes e operadores do setor e para que tal ocorra o mais rapidamente possível, a DRAPLVT realiza o levantamento dos prejuízos de natureza agrícola, disponibilizando, para 'download', a ficha de levantamento de prejuízos na agricultura, a qual pode ser preenchida e enviada, por correio eletrónico, para [email protected], sendo esta depois sujeita à apreciação dos serviços da Direção Regional", lembrou o ministério tutelado por Maria do Céu Antunes.

Duas dezenas de operacionais e máquinas estão hoje a recolher resíduos e detritos deixados pelos "ventos extremos" que atingiram na sexta-feira Salvaterra de Magos, da zona de Foros até à Glória, disse à Lusa o presidente da câmara.

Hélder Esménio explicou que hoje, em termos meteorológicos, "as coisas estão melhores", pelo que foi possível desenvolver esta operação entre Foros de Salvaterra e a Glória do Ribatejo, depois da "intervenção de emergência no dia 24".

Na véspera do Natal, os ventos fortes que se fizeram sentir na zona de Salvaterra de Magos causaram quedas de árvores e danos em viaturas, disse, na altura, à Lusa fonte da Proteção Civil.

Segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), "o fenómeno de ventos extremos" ocorreu às 14:57 e causou vários danos na zona de Salvaterra de Magos e na Autoestrada 13, não existindo registo de feridos.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém precisou à Lusa que "os ventos extremos" afetaram em especial a localidade de Foros de Salvaterra.

Os ventos fortes danificaram habitações, veículos e estufas e derrubaram cerca de 60 árvores em terrenos agrícolas e na via pública, de acordo com o CDOS de Santarém.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório