Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Safra brasileira de café terá queda de 24,4% este ano

O Brasil, maior produtor e exportador mundial de café, vai colher uma safra de 47,7 milhões de sacas do grão em 2021, dado que indica queda de 24,4% face à safra de 2020, segundo uma projeção hoje divulgada.

Safra brasileira de café terá queda de 24,4% este ano
Notícias ao Minuto

16:54 - 16/12/21 por Lusa

Economia Café

Enquanto no ano passado os produtores brasileiros alcançaram uma produtividade de 33,5 sacas por hectare cultivado, o que lhes garantiu a safra recorde em 2020, a produtividade deste ano foi de apenas 26,4 sacas por hectare, segundo projeção divulgada pela Companhia Estatal de Abastecimento.

A safra brasileira de café em 2021 será a menor desde 2017 (44,97 milhões de sacas), segundo cálculos da agência, vinculada ao Ministério da Agricultura do Brasil.

A companhia atribuiu a queda acentuada da safra de café tanto à bianualidade característica desta cultura, em que tradicionalmente um ano de boa safra é seguido por outro de baixa produção, quanto a fatores climáticos negativos.

"Os efeitos fisiológicos negativos semestrais observados em várias regiões nesta cultura, assim como as condições climáticas adversas de estiagem em muitas localidades, influenciaram diretamente as lavouras e reduziram tanto a produtividade média quanto a área de produção", disse a companhia.

A agência brasileira acrescentou que, após a longa estiagem nos primeiros meses do ano, "foram registadas geadas em junho e junho em importantes áreas cafeeiras que, apesar de pouca interferência na safra atual, impactaram as lavouras na produção e na formação".

Os efeitos das geadas, portanto, só serão medidos na safra de 2022 e, embora ainda seja difícil fazer uma previsão da queda que causarão na produção, já provocaram um salto nos preços internacionais dos grãos.

O preço médio da saca brasileira de grãos de café no mercado internacional passou de 126,50 dólares (111,88 euros) no ano passado para 148,81 dólares (131,61 euros) neste ano.

A produção do café do tipo arábica, a mais cultivada no Brasil e a mais afetada pela bianualidade da safra, será de 31,42 milhões de sacas neste ano, com queda de 35,5% face a 2020, segundo levantamento da Companhia Estatal de Abastecimento.

Segundo o Ministério da Agricultura, apesar da queda acentuada na safra, as exportações brasileiras de café nos 11 primeiros meses deste ano caíram apenas 2,2% face ao mesmo período de 2020, para 38,4 milhões de sacas.

Em valores, as vendas do café brasileiro ao exterior renderam ao país 5,6 mil milhões de dólares (4,9 mil milhões de euros) nos 11 primeiros meses do ano, com crescimento de 13% face ao mesmo período do ano passado graças aos bons preços.

Leia Também: O tipo de café que ajuda a evitar o colesterol alto. É fã?

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório