Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 15º

Edição

"Agir antes de esgotar": Cinco sinais de 'burnout' no trabalho

Reconheça e esteja atento aos sinais.

"Agir antes de esgotar": Cinco sinais de 'burnout' no trabalho

O estudo do Grupo Adecco 'Resetting Normal: Defining the New Era Of Work 2021' revelou que o esgotamento - também conhecido por 'burnout' - atingiu mais de metade (54%) dos jovens líderes. É preciso, por isso, "agir antes de esgotar" e é importante reconhecer e estar atento aos sinais. 

A Adecco Portugal revela os cinco sinais de esgotamento no trabalho aos quais deve estar atento: 

  • A sua motivação está no 'fundo do poço' – "Tem dificuldade em entusiasmar-se com o seu trabalho, apesar de normalmente gostar dele? Todos têm tarefas menos apelativas no conjunto das duas funções, mas se achar difícil envolver-se no trabalho de forma consistente, considere um sinal de alerta. Neste quadro, é frequente procrastinar o início de uma tarefa ou sentir dificuldades em concentrar-se por períodos de tempo mais longos."
  • Não apetece interagir socialmente – "A sua capacidade de interagir produtivamente com os outros está afetada. A energia necessária para socializar pode parecer avassaladora. Pode não lhe apetecer fazer parte de projetos em que tenha de colaborar com colegas. Identifique se este sentimento se estende às relações pessoais, como por exemplo: evitar passar tempo com amigos e familiares em casa, reconhecendo que não está com capacidade emocional de interagir com eles."
  • Sente-se frustrado facilmente – "Sente-se esgotado, o estado emocional é muitas vezes cru e tenso. Com o stresse e exaustão, sente-se mais propenso a sentimentos negativos e explosões. Dá consigo aborrecido com pequenas coisas que normalmente não seriam nada de especial, criticando os outros desnecessariamente ou exagerando emocionalmente."
  • Não desempenha ao seu melhor nível – "Quando está exausto, talvez até consiga desempenhar tecnicamente o seu trabalho, mas reconhece que não é o seu melhor. Sente-se numa luta para completar tarefas de rotina que normalmente exigiriam pouco esforço, ou entregar trabalho que sabe que poderia ter feito melhor."
  • Está sempre a pensar no trabalho – "É impossível deixar de pensar no trabalho. Está focado nas tarefas profissionais, mesmo fora do horário de trabalho. É-lhe difícil pôr de lado o trabalho e estar mentalmente presente durante o seu tempo de inatividade. Em casa, verifica constantemente o seu e-mail ou conclui tarefas de trabalho. Mesmo que não esteja a trabalhar ativamente, está sempre a pensar em trabalhar e a fazer planos."

Dicas para combater o esgotamento no trabalho

  • Tirar uma folga – "Pode parecer a solução óbvia, mas tem sempre que ser dita. Se pagou tempo livre, use-o! Não deixe que os dias de férias pagas que ganhou sejam desperdiçados. Se não quiser ir de férias, um feriado em casa é uma opção perfeitamente aceitável."
  • Programar tempo de inatividade sem trabalho – "Nos ambientes de trabalho atuais, constantemente ligados, é fácil estar sempre em cima do trabalho. Para colher realmente o benefício de umas férias (ou noites e fins-de-semana), permita-se uma pausa de todos os aspetos do trabalho (que inclui o e-mail!) para se concentrar apenas em recarregar baterias e cuidar do seu bem-estar mental."
  • Abrandar e ser flexível – "Despender mais horas de trabalho por dia não é necessariamente melhor ou mais produtivo. Frequentemente, torna-se mais produtivo abrandar e tomar decisões ponderadas sobre como passar o seu horário de trabalho." 
  • Falar com o gestor de equipa e colegas – "Se está a ter dificuldades no trabalho, é instintivo mantê-lo escondido e colocar uma cara corajosa. É difícil admitir que se está a debater e precisa de apoio, mas é exatamente isso que deve fazer. O esforço para esconder o esgotamento no trabalho apenas acrescenta mais uma camada ao seu stresse e ansiedade."
  • Parar de querer ser perfeito – "Não deixe que o bom seja inimigo do ótimo. Quando se luta constantemente pela perfeição, é fácil ficar obcecado por pequenos detalhes e gastar uma quantidade excessiva de tempo e energia mental em tarefas que têm muito pouco impacto global."
  • Fazer mudanças sustentáveis – "Adotar hábitos de trabalho que se possam sustentar a longo prazo. O esgotamento no trabalho não será resolvido com reparações rápidas. Não há nenhuma poção mágica que faça desaparecer o burnout de um dia para o outro, a menos que esteja disposto a mudar os seus hábitos de trabalho. O esgotamento é causado por empurrar o seu corpo e estado mental para além de um limite razoável. Se não fizer mudanças significativas, simplesmente acontecerá de novo."

Leia Também: Liga: Limite mínimo de jogadores por equipa deverá passar para 13

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório