Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Edição

Pagamentos em atraso aumentam para 700,8 milhões até setembro

Os pagamentos em atraso das entidades públicas aumentaram em 63,2 milhões de euros até setembro, face ao período homólogo, para 700,8 milhões de euros, segundo a Síntese de Execução Orçamental da DGO publicada hoje.

Pagamentos em atraso aumentam para 700,8 milhões até setembro
Notícias ao Minuto

20:07 - 26/10/21 por Lusa

Economia OE2021

"No final de setembro os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 700,8 milhões de euros, o que representou um aumento de 63,2 milhões de euros relativamente ao período homólogo e de 77,1 milhões de euros face ao final do mês anterior", indica a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

A evolução homóloga é, sobretudo, explicada pelos pagamentos em atraso dos Hospitais EPE (Entidade Pública Empresarial), que registaram um aumento de 106,9 milhões de euros, atenuado pela diminuição de 45,3 milhões de euros na Administração Regional e 10,5 milhões de euros nas Empresas Públicas Reclassificadas.

Para a variação mensal, a DGO refere que o maior contributo se registou também nos Hospitais EPE com um aumento de 79,1 milhões de euros.

Os pagamentos em atraso são dívidas que estão por pagar há mais de 90 dias.

Leia Também: Receita fiscal aumenta 1.348 milhões de euros até agosto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório