Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 8º MÁX 14º

Edição

Preços do petróleo continuam a 'escalar' para máximos de vários anos

Há momentos, o Brent valorizava 0,6% para 85,37 dólares por barril.

Preços do petróleo continuam a 'escalar' para máximos de vários anos

Os preços do petróleo subiram para máximos de vários anos, esta segunda-feira, à medida que a procura acompanha a recuperação global da pandemia da Covid-19, de acordo com a CNBC.

Além disso, os elevados preços do gás também estão a impulsionar a procura por combustíveis, de acordo com o mesmo meio de comunicação. 

Há momentos, o Brent valorizava 0,6% para 85,37 dólares por barril, segundo o Investing. Contudo, o preço já chegou a atingir o patamar dos 85,73 dólares, aquele que é o valor mais elevado desde outubro de 2018. 

Já o crude WTI avançava 1,4% para 83,40 dólares por barril, o preço mais alto desde outubro de 2014, ainda segundo a CNBC. 

Estes acréscimos, saliente-se, vêm no seguimento de ambos os contratos terem aumentado 3% durante a semana passada. 

"A redução das restrições em todo o mundo provavelmente ajudará na recuperação do consumo de combustível", disseram analistas do banco ANZ, numa nota publicada esta segunda-feira.

Os analistas também apontam que o facto de os EUA terem anunciado que vão reabrir, a partir de 8 de novembro, as suas fronteiras terrestres e aéreas a passageiros internacionais vacinados também impulsionou o mercado.

Estas restrições de viagem, inicialmente ordenadas pelo ex-Presidente Donald Trump (2017-2021), estavam em vigor desde o início da pandemia em 2020 e foram mantidas pelo atual Presidente, Joe Biden, que tomou posse em janeiro.

Leia Também: Combustíveis: ISP baixou, mas impacto no preço não se sentirá (já) hoje

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório