Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Pandemia 'duplicou' poupanças aplicadas (e depósitos estão em máximos)

O montante das poupanças aplicadas até junho significa mais 118%, ou 12.286 milhões, daquele que foi registado no mesmo período de 2018/2019.

Pandemia 'duplicou' poupanças aplicadas (e depósitos estão em máximos)
Notícias ao Minuto

08:45 - 30/08/21 por Notícias ao Minuto

Economia poupanças

O dinheiro aplicado pelos portugueses em depósitos, fundos e certificados cresceu desde o início da pandemia. Até junho deste ano, esse montante ascendeu a 22.736 milhões de euros, numa altura em que os depósitos estão também em máximos. 

O montante das poupanças aplicadas significa mais 118%, ou 12.286 milhões, daquele que foi registado no mesmo período de 2018/2019, de acordo com o Público

Este aumento justifica-se pelo confinamento, dados os 'entraves' à procura e à oferta, bem como pela incerteza global gerada pela pandemia. 

Depósitos estão em máximos

Os depósitos das famílias nos bancos continuam a aumentar e fixaram um novo recorde. Os dados divulgados, na semana passada, pelo Banco de Portugal (BdP) revelam que, no final de julho, os depósitos de particulares nos bancos residentes totalizaram 169,9 mil milhões de euros, acima dos 168,5 mil milhões em junho. 

Segundo o mesmo jornal, entre os que conseguiram poupar a principal opção foi os depósitos, que chegaram aos 18.053 milhões de euros nos 16 meses em análise, subindo 9.361 milhões face ao mesmo período de 2018/2019 e representando 76% do total da poupança extra.

Leia Também: Decreto de execução orçamental: Governo está a "furtar informação"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório