Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Restaurantes apelam à redução do IVA junto dos grupos parlamentares

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apelou aos grupos parlamentares para que discutam e defendam a redução do IVA para a taxa reduzida de 6% nos serviços de alimentação e bebidas.

Restaurantes apelam à redução do IVA junto dos grupos parlamentares
Notícias ao Minuto

13:15 - 05/08/21 por Lusa

Economia OE2022

"Aproximando-se a discussão do Orçamento do Estado para 2022 [OE2022], a AHRESP apelou aos grupos parlamentares para colocarem na sua agenda a discussão e a defesa da redução do IVA [Imposto sobre Valor Acrescentado] nos serviços de alimentação e bebidas para a taxa reduzida (6% no Continente, 5% na R.A. [Região Autónoma] da Madeira e 4% na R.A. dos Açores)", informou a associação, no seu boletim diário.

Para a AHRESP, esta medida "reforçaria a tesouraria das empresas e seria uma forma de revitalizar esta atividade económica, que tem sido das mais penalizadas pela situação pandémica que ainda se vive".

De resto, a associação tem vindo a defender esta proposta desde o início da pandemia, que está consagrada no seu plano "Enfrentar a pandemia - Garantir a sobrevivência", enviado ao Governo em meados de julho, com 10 medidas para compensar o alojamento turístico e a restauração dos efeitos da pandemia, entre as quais o reforço do programa Apoiar, um novo 'lay-off' simplificado e moratórias de crédito e fiscais.

Naquele plano, a AHRESP defende a aplicação temporária da taxa reduzida de IVA a todo o serviço de alimentação e bebidas, que, atualmente, varia entre os 9% e os 23%.

A taxa reduzida de 6% no Continente, 5% na Madeira e 4% nos Açores aplica-se, ao dia de hoje, apenas em refeições prontas a consumir, nos regimes de pronto a comer e levar ou com entrega ao domicílio, no caso do pão, fruta, leites achocolatados e aromatizados, sumos de frutos ou produtos hortícolas, néctares, leite, queijo e iogurtes.

Segundo a AHRESP, "vários países da União Europeia, e não só, têm vindo a aplicar temporariamente a taxa reduzida de IVA à totalidade dos serviços de alimentação e bebidas, por entenderem ser uma medida essencial para o reforço da liquidez das empresas".

"A abrangência desta medida será ainda mais impactante, dado o efeito indireto e induzido que as nossas atividades económicas têm com outros setores da economia portuguesa, seja do setor primário, secundário e terciário (toda a cadeia de valor)", sublinhou.

Leia Também: Restaurantes? Deviam ter "mesas para quem tem certificado e quem não tem"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório