Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

CGD prevê entregar 2.000 milhões em dividendos até 2023

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) prevê entregar aos investidores 2.000 milhões de euros em dividendos até 2023, decisão que está dependente da administração do banco, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva.

CGD prevê entregar 2.000 milhões em dividendos até 2023

"O Conselho de Administração terá que se reunir para perceber o que vai fazer. O compromisso da Caixa é devolver o máximo de dinheiro e quererá pagar dividendos compatíveis com vários aspetos, de acordo com a sua política e questões de prudência", sublinhou, em conferência de imprensa, o presidente da Comissão Executiva da CGD, Paulo Macedo.

Paulo Macedo adiantou que o banco poderá entregar mil milhões de euros até junho do ano que vem, a que se poderão somar mais mil milhões de euros até 2023, "se as coisas correrem bem".

Esta decisão final só será tomada pela administração do banco no quarto trimestre.

Em 31 de maio, a assembleia-geral da CGD aprovou um dividendo de 83,6 milhões de euros, referente a 2020, para entregar ao Estado, de acordo com um comunicado remetido ao mercado.

A CGD registou 294 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, mais 18% do que no período homólogo, foi hoje anunciado.

Leia Também: CGD admite vender crédito malparado no contexto do fim das moratórias

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório