Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 26º

Edição

Moçambique. Standard Bank garante que capitalizado para enfrentar riscos

O Standard Bank assegurou hoje que "está bem capitalizado e possui capacidade suficiente para administrar os riscos que podem surgir no mercado", depois de o Banco de Moçambique ter suspendido a instituição do setor cambial por "infrações graves".

Moçambique. Standard Bank garante que capitalizado para enfrentar riscos
Notícias ao Minuto

10:28 - 21/07/21 por Lusa

Economia Moçambique

Em comunicado dirigido aos clientes e parceiros de negócios, o Standard Bank garantiu que construiu ao longo dos anos uma estabilidade que oferece capacidade de resistência aos efeitos decorrentes da decisão tomada pelo regulador financeiro moçambicano.

A nota avança que a instituição "possui uma sólida e robusta trajetória de 127 anos no mercado, o que o torna a instituição financeira mais antiga do país".

O Standard Bank assinala que é parte do maior grupo bancário africano, com mais de 150 anos de existência.

Aquela instituição financeira adianta que está a finalizar o processo das nomeações de um novo administrador-delegado e diretor da banca de grandes empresas, na sequência da decisão de inibição dos anteriores titulares dos referidos cargos do exercício de funções em instituições financeiras moçambicanas, na sequência dos delitos apurados pelo banco central.

"Eles [os novos gestores do banco] serão anunciados assim que a aprovação regulamentar for recebida", prossegue-se no comunicado.

Na segunda-feira, o Banco de Moçambique anunciou a nomeação de Zaitina Raul para as funções de inspetora residente do Standard Bank, na sequência da decisão de suspender a instituição, por um ano, do mercado cambial moçambicano por "infrações graves", indica uma nota do regulador.

"Compete à inspetora residente, entre outras tarefas, monitorizar a implementação do plano de ações dos acionistas, acompanhar e analisar os desenvolvimentos no sistema de governação e controlo interno do banco, e participar em reuniões relevantes dos órgãos colegiais", refere-se na nota do regulador, que descreve ainda Zaitina Raul como "quadro sénior" do Banco de Moçambique.

A suspensão do Standard Bank do Mercado Cambial Interbancário foi anunciada em 23 de junho e, no dia seguinte, o banco central moçambicano anunciou a abertura de três "processos de contravenção" contra aquela instituição bancária e dois dos seus colaboradores, nomeadamente Adimohanma Chukwuama e Carlos Madeira, que estão inibidos de exercer cargos em instituições de crédito por seis anos e deverão pagar multas de seis milhões de meticais (80 mil euros) e 14 milhões de meticais (185 mil euros), respetivamente.

O banco comercial terá também de pagar uma multa de 290 milhões de meticais (quatro milhões de euros), após a constatação de "infrações graves" durante inspeções, com destaque para manipulação fraudulenta da taxa de câmbio.

No comunicado que distribuiu na segunda-feira, o Banco de Moçambique frisa que os acionistas daquela instituição estão a colaborar com o regulador, reiterando também que "todas as operações no sistema bancário decorrem dentro da normalidade".

Dados do banco central moçambicano divulgados em abril apontavam o Standard Bank como o terceiro na lista dos três bancos de importância sistémica em Moçambique, numa lista liderada pelo Banco Comercial e de Investimentos (BCI) e em que o Banco Internacional de Moçambique (Millennium Bim) está na segunda posição.

Segundo a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), a maior entidade patronal do país, 45% do volume de importações mensais em Moçambique eram feitas através do Standard Bank, o que está a gerar incertezas no tecido empresarial.

Leia Também: Standard Bank anuncia "continuidade" após punição do Banco de Moçambique

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório