Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Quanto gastaram as famílias portuguesas em energia no ano passado?

A despesa global com energia por alojamento foi de 1.925 euros, incluindo a despesa com combustíveis dos transportes, de acordo com dados do INE. São mais 82 euros do que em 2010.

Quanto gastaram as famílias portuguesas em energia no ano passado?

Os portugueses gastaram, em média, 1.925 euros com energia no ano passado, mais 82 euros que em 2010, de acordo com os dados divulgados, na segunda-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). 

A despesa global com energia por alojamento foi de 1.925 euros, incluindo a despesa com combustíveis dos transportes (1.843 euros em 2010). Quer isto dizer que são mais 82 euros do que em 2010. 

Contudo, de acordo com o inquérito da agência de estatísticas, o consumo global de energia por alojamento foi de 1,146 tep, incluindo o consumo nos transportes. Em 2010 tinha sido de 1,501 tep, o que significa que apesar da despesa ter aumentado, o consumo caiu

A eletricidade continua a ser a principal fonte de energia consumida no alojamento (46,4% contra 42,6% em 2010), seguida da biomassa que representou 18,4% do total (24,2% em 2010). O consumo de gás natural teve um peso de 12,4%, contra 9,0% em 2010, refere ainda o INE.

Em relação às alterações nos hábitos de consumo de energia dos portugueses entre 2010 e 2020, o INE destaca que "a preponderância da eletricidade como principal fonte de energia consumida no alojamento continua a aumentar, mas de forma menos intensa que nos períodos anteriores a 2010" e que "a proporção do consumo de energia nos veículos no setor doméstico diminuiu face a 2010".

Leia Também: Incêndios varrem oeste dos EUA e empresa de energia é responsabilizada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório