Meteorologia

  • 20 JUNHO 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

BCE deixa de dar liquidez em dólares a 84 dias

O Banco Central Europeu (BCE) e outros bancos centrais vão deixar de dar liquidez em dólares a 84 dias a partir de 01 de julho por se ter verificado "uma melhoria duradoura" das condições de financiamento naquela moeda.

BCE deixa de dar liquidez em dólares a 84 dias
Notícias ao Minuto

11:50 - 23/04/21 por Lusa

Economia BCE

O BCE afirmou hoje num comunicado que "tendo em conta a melhoria duradoura das condições de financiamento em dólares e a baixa procura de operações de liquidez em dólares, o Banco de Inglaterra, o Banco do Japão, o BCE e o Banco Nacional Suíço, em consulta com a Reserva Federal (Fed), decidiram deixar de oferecer liquidez em dólares ao prazo de 84 dias".

Esta alteração operacional será efetiva a partir de 01 de julho, acrescenta o BCE.

As operações de liquidez em dólares a 84 dias previstas até 30 de junho continuarão de acordo com o calendário publicado.

A partir de 01 de julho, estes bancos só fornecerão liquidez em dólares com um prazo de vencimento de sete dias.

Mas, se as condições de mercado piorarem, os bancos centrais estão preparados para reajustar o fornecimento de liquidez em dólares e reiniciar os leilões de 84 dias.

As linhas de 'swap' são um acordo entre dois bancos centrais para trocar as respetivas moedas e permitir a um banco central obter liquidez em moeda estrangeira do banco central emissor para satisfazer as necessidades dos bancos comerciais do seu país, que não têm acesso direto ao banco central emissor.

Através da linha de 'swap' com o Fed, o BCE recebe dólares em troca de euros.

Com as linhas 'swap', os bancos centrais tentam impedir que as tensões do mercado, quando o preço do financiamento em dólares sobe, afetem a economia real, o crédito às empresas e às famílias.

Após a propagação da pandemia da covid-19 no ano passado, a necessidade de liquidez em dólares aumentou e o Fed concordou em fornecer dólares aos principais bancos centrais do mundo através de linhas 'swap' para cobrir as necessidades dos bancos comerciais das respetivas regiões.

O BCE, o Banco de Inglaterra, o Banco do Japão e o Banco Nacional Suíço reduziram a frequência das operações de fornecimento de liquidez em dólares dos Estados Unidos de sete dias para três vezes por semana em junho do ano passado, porque as condições de financiamento tinham melhorado e a procura tinha diminuído, mas mantiveram as injeções semanais com um prazo de 84 dias.

Desde abril de 2020, o BCE tem utilizado as linhas 'swap' para emprestar em dólares e francos suíços a bancos na zona euro e em euros a bancos no Reino Unido.

Algo semelhante aconteceu após o colapso do Lehman Brothers em setembro de 2008, quando os mercados de financiamento paralisaram devido à extrema aversão ao risco e os bancos da zona euro tiveram dificuldade em obter dólares para financiar os seus ativos denominados em dólares.

Leia Também: Euro recua mas ainda segue acima de 1,20 dólares

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório