Meteorologia

  • 18 MAIO 2021
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 24º

Edição

Governo 'trava' lucro nos autotestes. Impõe máximo de 15%

Medida entra em vigor já na quinta-feira.

Governo 'trava' lucro nos autotestes. Impõe máximo de 15%

O Governo decidiu 'travar' o lucro nos autotestes. Numa portaria publicada esta quarta-feira em Diário da República, o Executivo estipula que o lucro da comercialização destes produtos só pode atingir, no máximo, 15%

"É igualmente limitada ao máximo de 15% a percentagem de lucro na comercialização, por grosso e a retalho, de testes rápidos para SARS-CoV-2 destinados ao leigo (autotestes), com marcação CE ou sujeitos a autorização excecional atribuída pelo INFARMED", pode ler-se no diploma. 

A medida entra em vigor na quinta-feira, dia 15 de abril. 

O diploma também prevê a limitação da margem de lucro de outros produtos de proteção contra a Covid-19, nomeadamente o álcool-gel. 

"A percentagem de lucro na comercialização, por grosso e a retalho, de dispositivos médicos e de equipamentos de proteção individual identificados no anexo ao Decreto-Lei n.º 14-E/2020, de 13 de abril, bem como de álcool etílico e de gel desinfetante cutâneo de base alcoólica, é limitada ao máximo de 15%", segundo o mesmo despacho. 

O Governo explica ainda que esta decisão vem no seguimento de o decreto do Presidente da República sobre o Estado de Emergência prever que possam ser "adotadas medidas de controlo de preços e combate à especulação ou ao açambarcamento de determinados produtos ou materiais, designadamente testes ao SARS-CoV-2 e outro material médico-sanitário". 

Mais de uma centena de utentes sem sintomas de Covid-19 comunicaram ao SNS 24 o resultado de autoteste positivo, segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Os testes começaram a ser distribuídos nas farmácias e parafarmácias no dia 2 de abril e até segunda-feira "o SNS 24 registou 114 contactos de utentes assintomáticos que comunicaram resultado de autoteste positivo", adiantou a SPMS em resposta à agência Lusa.

Os testes rápidos de antigénio foram autorizados, permitindo à população fazer o autoteste à Covid-19, na sequência de um regime excecional aprovado pelo Governo.

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) já autorizou a comercialização de dois autotestes em Portugal dos fabricantes 'Genrui Biotech Inc' e 'SD Biosensor, Inc', que podem ser vendidos à unidade ou em conjunto de cinco e 25 testes.

As regras constam de uma circular conjunta da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) publicada a 19 de março e que define os critérios de inclusão, operacionalização da utilização e reporte de resultados dos autotestes, que só podem ser dispensados a maiores de 18 anos.

Leia Também: Alemanha suspende administração de segundas doses da AstraZeneca

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório